app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5730
Esportes

Te�logo lan�a livro sobre jogo de damas

| DA EDITORIA DE ESPORTES Eternas belezas do jogo de damas. Esse é o nome do livro do médico e teólogo alagoano Miguel Cavalcante, um aficionado na modalidade. O livro, que já se encontra em fase de impressão, é o 7º de autoria de Miguel Cavalcante, cons

Por | Edição do dia 26/02/2006 - Matéria atualizada em 26/02/2006 às 00h00

| DA EDITORIA DE ESPORTES Eternas belezas do jogo de damas. Esse é o nome do livro do médico e teólogo alagoano Miguel Cavalcante, um aficionado na modalidade. O livro, que já se encontra em fase de impressão, é o 7º de autoria de Miguel Cavalcante, considerado um dos maiores compositores de damas do mundo. Miguel é autor de cerca de 2.100 jogadas, foi campeão brasileiro em 1987 e completa, neste ano, 50 anos de dedicação ao que ele chama de “esporte da inteligência”, o jogo de damas. A mais novo livro de Miguel Cavalcante possui 394 diagramações, cuja parte mais nobre está, segundo ele, no capítulo XIII, denominado Estudos de longo alcance, e compreende 134 ilustrações. Miguel Cavalcante lembra que a prática do esporte mental é bastante salutar para o convívio social e para o fulgor do espírito. Ele mesmo afirma que não é um campeão sem concorrentes: “Existem no Nordeste damistas da 1ª divisão que põem em risco a minha invencibilidade regional, tais como Alcebíades dos Santos e Ciro Gonçalves Barreto, ambos da Bahia; Francisco Jovino, do Ceará; Edvaldo dos Santos, da Paraíba; Augusto Amílcar de Carvalho, de Pernambuco; e Walter Nascimento, de Sergipe”, lembra o damista alagoano. Na opinião de Miguel, o jogo de damas é uma bela arte e atrai muita gente sofrida, desfavorecida intelectual e financeiramente. “Infelizmente, a humanidade considera esse jogo um mero passatempo, mas, na realidade, é um esporte científico de variações infinitas”, explica Cavalcante.

Mais matérias
desta edição