app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5729
Esportes

Atleta se desculpa por ato de racismo

| GLOBOESPORTE.COM Caxias do Sul - O zagueiro do Juventude Antônio Carlos pediu desculpas pelas atitudes consideradas como ato de racismo durante a vitória do Grêmio sobre o time de Caxias do Sul, por 2 a 1, domingo, pelo Campeonato Gaúcho. Após ter sido

Por | Edição do dia 07/03/2006 - Matéria atualizada em 07/03/2006 às 00h00

| GLOBOESPORTE.COM Caxias do Sul - O zagueiro do Juventude Antônio Carlos pediu desculpas pelas atitudes consideradas como ato de racismo durante a vitória do Grêmio sobre o time de Caxias do Sul, por 2 a 1, domingo, pelo Campeonato Gaúcho. Após ter sido expulso de campo por ter dado uma cotovelada no meia tricolor Jeovânio, o atleta esfregou o dedo nos braços em uma aparente referência à cor da pele do adversário. O zagueiro admitiu que a situação por que está passando é delicada e disse que estava envolvido pelo ambiente de rivalidade. “Se eu fiz algo, foi no calor da partida. Nunca fui disso e todos que me conhecem, os meus amigos do futebol e de fora, sabem do meu caráter, sabem da pessoa que eu sou. Essa está sendo uma das coisas mais difíceis da minha carreira e eu peço desculpas”, disse o jogador. Ao receber o apoio do volante César Sampaio, ex-companheiro de Palmeiras, o zagueiro se emocionou e disse que estava com vontade de chorar. “Dá até vontade de chorar. A gente se conhece há um tempão, mas amigo é também para as horas difíceis. Não liguei para nenhum dos meus amigos da raça negra, mas recebi vários telefonemas e agradeço o apoio”, revelou. O Ministério Público já requisitou as imagens do lance para analisar se houve ou não caso de racismo, crime que é inafiançável.

Mais matérias
desta edição