app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5729
Esportes

CRB vence CSA e assume a vice-lideran�a

EDITORIA DE ESPORTES O CRB venceu o segundo clássico do ano. O primeiro, no dia 5 de fevereiro, havia terminado em 0 a 0. O Galo superou o CSA, por 2 a 0, ontem à noite no Estádio Rei Pelé, com gols de Benhur e Saulo. A vitória representa duas conq

Por | Edição do dia 15/03/2006 - Matéria atualizada em 15/03/2006 às 00h00

EDITORIA DE ESPORTES O CRB venceu o segundo clássico do ano. O primeiro, no dia 5 de fevereiro, havia terminado em 0 a 0. O Galo superou o CSA, por 2 a 0, ontem à noite no Estádio Rei Pelé, com gols de Benhur e Saulo. A vitória representa duas conquistas para a equipe alvirrubra: a classificação de forma antecipada para a 2ª fase da Copa Maceió (1º turno do Alagoano) e a vice-liderança da competição. Com a derrota, o CSA perde o segundo lugar e cai para a terceira colocação. Além disso, o time azulino precisa vencer, amanhã, o Ipanema, no Trapichão, para garantir vaga na 2ª fase da Copa Maceió. O resultado adiou o título do Coruripe. Caso o jogo terminasse empatado, o Hulk seria campeão da 1ª fase. O Alviverde precisa apenas de uma vitória, amanhã, diante do Bom Jesus, em Coruripe, para conquistar a fase. O clássico teve uma chuva de cartões amarelos, 13 no total. Só no primeiro tempo, o árbitro Sílvio Acioli aplicou oito, quatro para cada time. Na etapa final, foram mais cinco, três para o CRB e dois para o CSA. Mas nenhum cartão vermelho foi aplicado. O jogo O primeiro tempo do clássico teve domínio do CRB, que criou várias oportunidades de abrir o marcador. Mesmo sendo superior ao CSA, o Galo demorou para fazer o primeiro gol. Somente aos 21 minutos o time alvirrubro conseguiu fazer 1 a 0. O gol surgiu a partir de um cruzamento do meia Adriano Gerlim. A bola lançada pelo jogador desviou no atacante Cristiano e sobrou para o zagueiro Benhur, que de cabeça tocou, livre, no canto direito sem chance para o goleiro azulino Delmir. Depois do gol, o CRB continuou dominando a partida, criando várias oportunidades. O CSA acorda por volta dos 30 minutos, mas os ataques azulinos param nas boas defesas do goleiro Pantera. Aos 36 minutos, o lateral Rogerinho bate uma bomba de longa distância, de canhota, que passa raspando a trave regatiana. Jessuí chega atrasado na bola, que vai para fora e CSA desperdiça uma chance de empatar. Aos 41 minutos, o atacante Cristiano tem oportunidade de ampliar o placar para o Galo. Livre da marcação azulina e do goleiro Delmir, o jogador do CRB chuta para fora. Depois desse lance, os dois times se alternam no ataque, mas o primeiro tempo acaba aos 46 minutos em 1 a 0 para o CRB. Na etapa final, o CSA retorna com uma mudança. Sai Emerson, que estreava na partida, e entra Alexsandro. Até os 15 minutos de segundo tempo, o domínio foi total do CSA, que pressionou o gol de Pantera, mas sem sucesso. Em função de desgaste, Ferdinando Teixeira faz duas modificações. Saem Adriano Gerlim e Cristiano, entram no lugar dos dois, respectivamente, Saulo e Tico Mineiro. Entre os 17 minutos e 25, a pressão é total do CSA. Neste período Renatinho, do CRB, sai contudido. Lenílson entra no lugar. O CRB volta a respirar e a atacar o CSA. Mas é o time azulino que retorna a pressionar. Arivelton entra no lugar de Cláudio e o CSA passa a ser mais ofensivo. Sem sucesso e não conseguindo chegar ao empate, Agnaldo tira Jean e coloca o atacante Bruno. Porém, o CRB chega ao 2º gol aos 37 minutos, com Saulo. A partir daí, o CSA pressiona sem sucesso. Final: Galo 2x0. CRB - Pantera; Gino, Benhur, Everton; Tiago, Dino, Rodrigo Santos, Adriano Gerlim (Saulo), Renatinho (Lenílson); Cristiano (Tico Mineiro), Bebeto. CSA - Delmir; Cláudio (Arivelton), Picoli, Silvio, Rogerinho; Jean (Bruno), Lamar, Edson Sá, Djames; Jessuí, Emerson (Alexsandro). Cartões amarelos - Tiago, Dino, Adriano Gerlim, Cristiano, Bebeto, Rodrigo Santos e Pantera, pelo CRB. Cláudio, Picoli, Silvio, Jean, Djames e Arivelton, pelo CSA. ### Clássico teve público de 18 mil pessoas O clássico de ontem à noite no Estádio Rei Pelé teve cerca de 18 mil pessoas. No esquema de segurança montado pela Polícia Militar, a torcida do time perdedor, nesta caso a do CSA, foi a primeira a deixar o Trapichão. A iniciativa visava evitar algum atrito entre as duas torcidas dentro e fora do Rei Pelé. Os torcedores do CRB saíram em seguida. novo duelo CSA e CRB podem se enfrentar ainda neste 1º turno. Para isto, basta as duas equipes terminarem nas duas primeiras colocações da 1ª fase da Copa Maceió. Esse resultado, levaria os dois times a se enfrentarem na 2ª fase do 1º turno. Caso seja confirmado o confronto, teremos dois clássicos no quadrangular. O CRB, que está em segundo lugar, garante a vice-liderança com uma vitória amanhã sobre o Corinthians, no Estádio Nelson Feijó, e um empate do CSA, também nesta quinta-feira, diante do Ipanema, no Trapichão.

Mais matérias
desta edição