app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5731
Esportes

Parreira quer Ronaldo l�der da sele��o na Copa

| ESTADÃO São Paulo - O técnico da seleção brasileira, Carlos Alberto Parreira, reafirmou ontem sua confiança no desempenho do atacante Ronaldo durante a Copa do Mundo, e disse que conta com ele para ser um dos líderes do elenco. “Ele tem que ser o exemp

Por | Edição do dia 23/03/2006 - Matéria atualizada em 23/03/2006 às 00h00

| ESTADÃO São Paulo - O técnico da seleção brasileira, Carlos Alberto Parreira, reafirmou ontem sua confiança no desempenho do atacante Ronaldo durante a Copa do Mundo, e disse que conta com ele para ser um dos líderes do elenco. “Ele tem que ser o exemplo, por tudo o que representa e por tudo que já passou. Além de jogar bem, ele ter a responsabilidade de ser nosso líder”, disse. Durante palestra realizada em São Paulo, Parreira lembrou que Ronaldo é um dos jogadores mais experientes do grupo, pois vai para sua quarta Copa, e comparou sua má fase recente - tem sido alvo de vaias constantes da torcida do Real Madrid - à situação vivida por Branco às vésperas da Copa de 1994. O lateral-esquerdo, na época, se recuperava de uma contusão nas costas e era criticado por boa parte da opinião pública, que preferia a convocação da então revelação Roberto Carlos. Depois, foi peça fundamental na conquista do tetracampeonato. Questionado sobre como era trabalhar com tantas estrelas, o treinador se comparou ao maestro norte-americano Quincy Jones, que na década de 80 foi responsável pela gravação da música “We Are The World” com um grupo milionário de artistas, que incluía Michael Jackson e Bruce Springsteen, entre outros. Segundo Parreira, para trabalhar com astros do quilate de Ronaldo, Ronaldinho Gaúcho, Adriano e Kaká é preciso fazer com que o espírito coletivo se imponha acima dos egos de cada um. Parreira admitiu também que o esquema tático da seleção, com o chamado “quadrado mágico”, ainda não está garantido na Copa. O treinador afirmou que ainda tem algumas dúvidas com relação a lista final de convocados. “Temos algumas dúvidas com relação a nomes. Mas não vou adiantar nada e não vou citar nomes. Apenas no dia 15 de maio (data limite da Fifa)”.

Mais matérias
desta edição