app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5731
Esportes

CRB busca hoje seus primeiros 3 pontos

| WELLINGTON SANTOS Repórter Fazer o dever de casa e buscar os primeiros três pontos, custe o que custar. Essa é a meta do CRB hoje, às 20h30, contra a Portuguesa, na sua estréia em casa pelo Brasileiro da Série B. Na estréia em casa, porque fora o CR

Por | Edição do dia 21/04/2006 - Matéria atualizada em 21/04/2006 às 00h00

| WELLINGTON SANTOS Repórter Fazer o dever de casa e buscar os primeiros três pontos, custe o que custar. Essa é a meta do CRB hoje, às 20h30, contra a Portuguesa, na sua estréia em casa pelo Brasileiro da Série B. Na estréia em casa, porque fora o CRB já perdeu três pontos (3x2 para o Guarani) e terá que se recuperar para não ficar para trás, pois várias equipes já tomaram a dianteira da competição. Para a partida de logo mais, a torcida regatiana poderá conferir uma atração em relação ao time que estreou sábado passado. O experiente atacante Fabiano Souza, 31, com passagens por clubes como São Paulo e Internacional. O atleta fará dupla com Júnior Amorim, que fez um dos gols do alvirrubro em Campinas. ### Galo vai enfrentar o Atlético Mineiro no sábado, dia 29 | DA EDITORIA DE ESPORTES A Confederação Brasileira de Futebol (CBF) mudou o dia do jogo entre Atlético-MG e CRB. A partida seria realizada na próxima sexta-feira, dia 28, no Estádio do Mineirão, às 20h30. Mas por causa da participação do Galo mineiro na Copa do Brasil, o duelo foi transferido para o sábado, dia 29, no mesmo local, porém às 16h. Três dias antes, na quarta-feira, o Atlético-MG enfrenta o Flamengo, no Estádio do Maracanã, pela Copa do Brasil. ### Jogadores e dirigente do CRB são suspensos O Tribunal de Justiça Desportiva suspendeu por 120 dias o preparador físico do CSA, Canela. No CRB, Cristiano pegou 120 dias; o lateral Tiago (dispensado), 540 dias; o supervisor Mauro Ramos, 520 dias. Os alas Saulo e Aldivan foram absolvidos. Todos se envolveram em briga após o CSA x CRB de 29 de março, que terminou em 2 a 2. ### Após derrota, um puxão de orelhas | FERNANDA MEDEIROS Repórter Depois da derrota para o Corinthians, quarta-feira, por 3x2, os jogadores do CSA se reapresentaram, ontem à tarde, no Mutange, e tiveram uma conversa de mais de 30 minutos com o técnico Gilberto Pereira e o diretor de futebol, Carlos Alberto Andrade. Foi uma espécie de “puxão de orelhas” no time, que, segundo Gilberto, não rendeu o esperado por ele, contra o Tricolor. Na ocasião, o treinador cobrou mais empenho do grupo, destacando que o desempenho do CSA foi abaixo do esperado. Nos vestiários, após o jogo, Gilberto já tinha demonstrado insatisfação com o que viu em campo, pois o resultado adverso não estava nos seus planos. “Meu time não teve personalidade. Não teve coragem nem a determinação necessária para buscar o resultado. Precisamos mudar esta atitude. O time está abatido emocionalmente”, declarou. ### Leo Macaé reclama que sofreu racismo O atacante Leo Macaé, do Corinthians Alagoano, autor de dois dos três gols da vitória do Tricolor sobre o CSA, por 3x2, no Estádio Rei Pelé, reclamou, ao final do jogo, na quarta-feira, que sofreu atos de racismo por parte de torcedores do CSA. Segundo ele, torcedores o teriam chamado de macaco. “Fui chamado de macaco e fiquei muito triste com isso. É racismo. Me senti humilhado. Se quiser xingar, tudo bem, mas vir com atitudes racistas é muito triste, é uma humilhação”, desabafou. A atitude dos torcedores azulinos foi motivada pelo fato de Leo Macaé, ao fazer os dois gols, ter se dirigido à torcida do CSA, nas duas oportunidades, e, com o dedo na boca, fez o gesto de silêncio para que ela se calasse. FM ///

Mais matérias
desta edição