app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5691
Esportes

F� e paix�o no jogo da “vida” do CRB

Marcos Rodrigues Repórter O futebol apresentado pelo CRB, na partida decisiva contra o Remo, no último sábado, foi digno de 1ª Divisão. Com o apoio, a fé, a paixão e até devoção da torcida, que foi o 12º jogador no Estádio, o time não parou um só mi

Por | Edição do dia 28/11/2006 - Matéria atualizada em 28/11/2006 às 00h00

Marcos Rodrigues Repórter O futebol apresentado pelo CRB, na partida decisiva contra o Remo, no último sábado, foi digno de 1ª Divisão. Com o apoio, a fé, a paixão e até devoção da torcida, que foi o 12º jogador no Estádio, o time não parou um só minuto. Nem o gol sofrido aos 5 minutos conseguiu conter a euforia pacífica da torcida. Nas arquibancadas, os 19 mil torcedores só queriam uma coisa: o CRB longe da Série C. Ao final, a festa parecia a da conquista de um título. Mas antes, o clima foi de tensão e emoção. Pais e filhos choraram com os lances da partida. ### Compromisso agora é com os jogadores Depois da vitória, a realidade do CRB são as responsabilidades com os jogadores. A manutenção na Série B, não é garantia de que em 2007 os regatianos não sofram o mesmo sufoco. Tudo por causa da situação crítica vivida pelo clube. Os atletas sabiam disso e honraram a camisa do Galo como se fossem do Estado. Mas a realidade é diferente. Apenas cinco atletas são da terra. Entre eles a jovem revelação, o lateral Eduardo. Eleito como um dos melhores jogadores da campanha regatiana, especula-se que o jogador possa assinar com o Vasco. MR ### Fugir da Série C tornou-se comum nos últimos 3 anos | Da Editoria de Esportes São três anos consecutivos de um final de Campeonato Brasileiro da Série B dramático para a torcida do CRB. Nas últimas três edições da competição, o Galo passou as últimas rodadas lutando contra o rebaixamento e sua queda para o Brasileiro da Série C. Em 2004, o CRB chegou a última rodada do campeonato na 18ª colocação, com 26 pontos. Uma posição acima da zona de rebaixamento. ///

Mais matérias
desta edição