app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5647
Esportes Jovem Filipe Matteus quer seguir os passos do pai e visa carreira como jogador de futebol profissional

Filho de ex-CSA vive sonho de disputar Copinha 2024

Filipe Matteus busca seu espaço na equipe arapiraquense

Por Guilherme Nobre e Matheus Bomfim | Edição do dia 23/12/2023 - Matéria atualizada em 23/12/2023 às 04h00

A próxima edição da Copa São Paulo de Futebol Júnior contará com a participação do Cruzeiro de Arapiraca. Apesar de o clube ainda estar arrecadando fundos para viajar, há investimento nos sonhos de seus jogadores.

Um dos jovens talentos que estará na delegação arapiraquense é Filipe Matteus, de apenas 19 anos. E ele vem de uma família de futebolistas, pois seu pai é o ex-meio-campista Matteus Freitas, campeão alagoano por clubes como ASA, Coruripe e CSA.

Mesmo tão jovem, Filipe já está trilhando uma jornada notável. Nascido no ambiente do esporte, o jogador iniciou sua carreira no CSA, mas com o fechamento da divisão de base durante a pandemia, encontrou espaço no Guarany-AL e logo depois no Urso.

A Gazeta de Alagoas foi ao encontro do garoto, que já viveu muitos momentos marcantes. Após passar pelo Rio Preto-SP, Filipe se aventurou até mesmo no futebol europeu, mas não conseguiu ficar por lá.

"Fui para Finlândia e um problema na liberação impediu de permanecer, retornando em maio para Alagoas, onde disputei a Segunda Divisão do Alagoano profissional pelo Guarany. Cheguei ao Cruzeiro na reta final do Alagoano Sub-20, e conquistei, com esse grupo maravilhoso, a vaga na Copinha 2024".

No Cruzeiro, Filipe ficou em 3º no Estadual Sub-20, somente atrás de CRB e CSA. O meia deixou destacado a relevância da oportunidade, principalmente pela projeção promissora do clube para as joias da base. A preparação mental intensiva revela a consciência do desafio iminente na Copinha, ressaltando a necessidade de estar à altura das demandas da competição.

Seu sonho, porém, segue em construção. Uma de suas principais influências, seu pai, é um dos seus abrigadouros.

"Minha família é fundamental na minha carreira, pois são os que mais acreditam no meu potencial. Ser filho de um ex-atleta profissional, isso é um dos diferenciais, pois ele pode me passar toda sua experiência para que eu amadureça e tenha um exemplo a seguir".

* Sob supervisão da editoria de Esportes.

Mais matérias
desta edição