app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5647
Esportes Confrontos do Galo contra Vitória e ASA obtiveram os recordes de público no futebol alagoano nesta temporada

CRB levou mais de 165 mil pessoas ao Rei Pelé em 2023

Apesar da falta de lucro no Campeonato Brasileiro, Galo teve números impressionantes em dados momentos

Por Guilherme Nobre | Edição do dia 26/12/2023 - Matéria atualizada em 26/12/2023 às 04h00

O ano do CRB teve altos e baixos dentro dos gramados. Porém, nas arquibancadas a torcida fez sua parte durante alguns momentos da temporada. Somando todos o jogos como mandante no Estádio Rei Pelé em 2023, o Galo teve mais de 165 mil apoiadores presentes.

O levantamento da Gazeta de Alagoas teve base em todos os boletins financeiros divulgados pela Federação Alagoana de Futebol (FAF) e Confederação Brasileira de Futebol (CBF). Porém, não foi levado em consideração a partida entre CRB e Cruzeiro de Arapiraca, pela 1ª rodada do Campeonato Estadual, pois o certame aconteceu no Gerson Amaral, em Coruripe.

Fora isso, foram exatamente 165.922 presentes no Trapichão. Isso leva a uma média de 5.530 torcedores por partida. Um taxa pouco abaixo em relação a ocupação total do estádio, que está por volta de 15 mil pessoas.

Os dois maiores públicos do ano aconteceram no Campeonato Brasileiro da Série B e no Campeonato Alagoano, respectivamente. O primeiro foi na grande decisão do Estadual, entre CRB e ASA. Ao todo, 14.728 pessoas compareceram ao Rei Pelé naquela tarde. A renda bateu algo em torno de R$ 165 mil.

Já o recorde do ano foi na goleada regatiana sobre o Vitória por 6 a 0. Na época, somando alvirrubros e rubro-negros, 14.896 presentes estiveram no estádio, para uma renda líquida de R$ 195 mil.

No início deste mês, a Gazeta fez outro levantamento, que apontou um prejuízo financeiro grande nas contas do CRB, devida a baixa arrecadação da bilheteria. Só na Série B, o Galo teve um déficit orçado em R$ 238.638,23. Inclusive, o pior público da temporada foi na penúltima rodada da competição, quando 1.888 pessoas assistiram o Galo x Tombense no Trapichão.

Mesmo com o desastre financeiro na Segundona, os números no Campeonato Estadual deram um alívio. O Regatas foi dono de três dos quatro melhores públicos da competição. No Alagoano, a média foi de 5.135, mais que o dobro do 2º colocado ASA. Para o ano que vem, a expectativa é de melhora nos números, especialmente para o crescimento das receitas.

* Sob supervisão da editoria de Esportes.

Mais matérias
desta edição