app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 0
Esportes Catherine Reline e Sheila Chelangat, ambas do Quênia, foram as mais rápidas na corrida feminina

Quenianos dominam São Silvestre e brasileiros ficam próximos do pódio

Prova foi disputada no último dia do ano

Por Agência Brasil | Edição do dia 02/01/2024 - Matéria atualizada em 02/01/2024 às 04h00

Os atletas quenianos dominaram o pódio da 98ª edição da Corrida Internacional de São Silvestre, realizada na manhã do último domingo (31) pelas ruas da cidade de São Paulo. O tradicional percurso anual de 15 quilômetros teve saída e chegada na Avenida Paulista.

No feminino, a vitória ficou com a queniana Catherine Reline Amanang Ole, de 21 anos. Ela venceu pela segunda vez a competição. No masculino, o queniano Timothy Kiplagat, de 30 anos, garantiu o primeiro lugar e venceu a prova pela primeira vez.

Com a vitória de Catherine, o Quênia aumentou a hegemonia no feminino. O país africano ficou no lugar mais alto do pódio nas últimas sete edições da categoria. A última vez que uma corredora de outro país ficou com a vitória foi em 2015, quando a etíope Wude Ayalew Yimer cruzou a linha de chegada em primeiro.

Catherine Reline não começou a prova em vantagem, mas assumiu a liderança pouco depois da Avenida Pacaembu. A também queniana Sheila Chelangat e Wude Ayalew, tricampeã que também ficou na segunda colocação em 2022, fecharam o pódio.

A melhor brasileira classificada foi Felismina Vedohali, que chegou na sexta colocação. A também brasileira Kleidiane Barbosa ficou em sétimo.

Catherine concluiu a prova em 49min54s, enquanto Sheila Chelangat fez em 51min35s e Wude Ayalew Yimer em 51min46s. A brasileira Felismina Vedohali completou a corrida em 55min12s.

Já no masculino, Emmanuel Bor e Reuben Longoshiwa completaram o pódio ao lado de Kiplagat. O melhor brasileiro classificado foi Johnatas de Oliveira, que ficou na sexta posição.

A largada começou disputada, mas os quenianos tomaram conta da prova em seguida. Timothy Kiplagat completou a corrida em 44min52s e Emmanuel Bor fez em 45min28s. Reuben Longoshiwa completou o pódio com o tempo de 45min44s. O brasileiro Johnatas de Oliveira realizou a prova em 46min33s.

Na história o Quênia segue sendo o maior campeão masculino (17 vitórias) e feminino (18 vitórias). O Brasil tem 11 títulos masculinos e cinco femininos.

Mais matérias
desta edição