app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5655
Esportes Filhos de Zagallo estão na briga por herança do ex-jogador, após testamento ser chancelado por cartório

Família de Zagallo briga por herança deixada pelo ex-jogador alagoano

Segundo informações, abertura do testamento teria ocorrido no dia 10 de janeiro, cinco dias após a morte

Por Metrópoles | Edição do dia 25/01/2024 - Matéria atualizada em 25/01/2024 às 04h00

Menos de um mês após o falecimento do alagoano Mario Jorge Lobo Zagallo, os filhos do Velho Lobo estariam travando uma briga pela herança. A informação é de Leo Dias. Segundo informações obtidas por ele, a abertura do testamento teria ocorrido no dia 10 de janeiro, cinco dias após a morte. Mas a família teria ficado surpresa com o resultado: todo o patrimônio do ídolo foi vendido e o dinheiro encaminhado a um único beneficiário, Mario César, um dos filhos do ex-jogador.

A reportagem conta que a doação dos bens ao filho teria sido feita em um cartório, e que Zagallo teria assinado ser de “sua própria vontade” destinar todos os bens a Mario César, deixando de fora outros herdeiros. O tetracampeão tem outros três filhos: Marília Emília, Paulo Jorge e Maria Cristina.

Ainda de acordo com Leo Dias, Mario César teria impedido que os irmãos visitassem o pai e teria assumido a responsabilidade de administrar todas as finanças de Zagallo. Calcula-se que o patrimônio esteja em torno dos R$ 15 milhões, entre apartamentos, uma casa de veraneio e um terreno.

INCONSOLÁVEL

A família de Zagallo, segundo diz a reportagem, estaria inconsolável com a situação e os filhos pretendem buscar uma solução na Justiça.

Zagallo, ex-jogador alagoano e técnico da Seleção Brasileira, morreu no Rio de Janeiro no dia 5 de janeiro deste ano, aos 92 anos de idade.

Mario Jorge Lobo Zagallo é tetracampeão mundial. Como atacante, esteve na Seleção Brasileira que conquistou as Copas do Mundo de 1958 e 1962. Em 1970, como técnico, comandou o tricampeonato da Seleção Canarinha. Na conquista do tetra ele trabalhava como auxiliar técnico de Carlos Alberto Parreira.

DESCONFIANÇA ANTIGA

Mas a desconfiança em torno do herdeiro não seria de hoje, segundo a reportagem. Teria começado em 2012, a esposa de Zagallo, que esteve internada na UTI, teria sido surpreendida com um pedido de Mario César, para que ela assinasse um documento de antecipação de herança, que ela recusou.

Deste dia em diante, dois filhos passaram a administrar as contas bancárias, mas só Mário César fazia as movimentações. Do ano seguinte a 2016, movimentações teriam chamado a atenção dos irmãos. Extratos apontavam saques, em espécie, de valores iam de R$ 90 a R$ 120 mil por mês.

Mais matérias
desta edição