app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5647
Esportes Tricolorido conseguiu segurar o ímpeto do maior rival e conquistou a sua primeira vitória no Campeonato Alagoano 2024 ao lado do seu torcedor, em Palmeira dos Índios

CSE vence clássico com o ASA, em duelo marcado por brigas no Juca

Em campo, Tricolorido marcou dois gols com Edinho e Alvinegro teve Allef machucado por torcedor

Por Guilherme Nobre | Edição do dia 26/01/2024 - Matéria atualizada em 26/01/2024 às 04h00

Em meio a tumultos no Estádio Juca Sampaio, em Palmeira dos Índios, o CSE venceu o ASA por 2 a 0, nessa quinta (25), no Clássico do Interior válido pela 2ª rodada do Campeonato Alagoano. Apesar do futebol, o fato da noite foi uma briga generalizada envolvendo torcedores e jogadores.

A confusão se deu após o apito final da primeira etapa, quando o CSE já vencia. No momento da saída dos jogadores do Alvinegro, alguns torcedores começaram a arremessar objetos no gramado do Estádio Juca Sampaio, em Palmeira dos Índios.

Durante a briga, o volante Allef, do Alvinegro, foi atingido por uma lata de fumaça artificial e saiu sangrando. O policiamento rapidamente foi acionado e fez um cordão de contenção para separar os adeptos dos atletas.

Apesar da confusão, os jogadores do ASA se dirigiram aos vestiários e retornaram para disputar o segundo tempo. Allef, com uma proteção para estancar o sangramento, também voltou. Já o torcedor, foi retirado do estádio pelo policiamento.

Além da briga nas arquibancadas, o confronto foi lotado de cartões, sendo três expulsões. Os gols da vitória saíram dos pés de Edinho.

Com o resultado, o CSE se recuperou na tabela de classificação e assumiu o 3º lugar, com três pontos. O Alvinegro despencou e é o 5º, também com três pontos.

O próximo duelo do Tricolorido será já neste domingo (28), às 16 horas, contra o Penedense, no Estádio Alfredo Leahy, em Penedo. O Alvinegro joga no mesmo dia e horário, porém, o desafio será contra o Coruripe, no Coaracy da Mata Fonseca.

RESUMÃO

A bola rolou em um clima ameno, mas o ASA buscou partir para o ataque logo de cara. Com apenas 3 minutos, Anderson Feijão cobrou falta na grande área e Roni Lobo experimentou de cabeça, para fora. O CSE tentou ter mais a bola, porém, encontrava dificuldades contra a forte marcação alvinegra.

Com 14min, a primeira briga da noite, entre Trindade e Iago Santos. Mas, nada que interferisse no andamento da partida. Quando a bola voltou a rolar, o CSE se aproveitou. Trindade lançou Pinheirinho na direita e o lateral cruzou direto para o pequenino Edinho marcar de cabeça: 1 a 0 para o Tricolorido.

Em desvantagem, o Alvinegro tentou correr atrás do prejuízo. Já com 22 minutos, Feijão cobrou falta de longe e a redonda passou com perigo. O primeiro tempo prosseguiu sem muitas oportunidades e chegou ao fim com 49min.

Passada a confusão do intervalo, as equipes voltaram atentas. Com 3min, o CSE quase fez o segundo com Grafite, mas o atacante isolou. O ASA tentou seguir atacando, mas emperrou no próprio nervosismo.

Com 37 minutos, Paulinho colocou a bola na grande área e Wescley experimentou de cabeça, mas errou o alvo. Com 39 minutos, a jogada foi pelo centro e Gabriel Feliciano experimentou de longe para a defesa de Sucuri. Em desespero, o ASA chegou a deixar a defesa aberta. Ibson quase aproveitou aos 44min, mas Bruno segurou.

Com 46 minutos, outra confusão aconteceu. Desta vez, na linha de fundo. Trindade e Didira acabaram sendo expulsos pela arbitragem. No lance final, com 55 minutos, Índio lançou para Ibson Melo, que fez uma belíssima jogada individual, cortou a zaga e tocou par Edinho fechar o placar: CSE 2x0 ASA.

Mais matérias
desta edição