app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5656
Esportes ASA e CSA estão passando por uma fase relativamente semelhante nesta temporada e vão se enfrentar nesta quarta-feira, às 20h30, no Coaracy da Mata Fonseca, em Arapiraca

Em Arapiraca, ASA e CSA disputam clássico de olho no G4 do Alagoano

Equipes precisam de resultado positivo, nesta quarta (7), para reacenderem a esperança de título

Por Guilherme Nobre | Edição do dia 07/02/2024 - Matéria atualizada em 07/02/2024 às 04h00

A primeira fase do Campeonato Alagoano chega em sua metade final e, nesta quarta-feira (7), tem clássico no Estádio Coaracy da Mata Fonseca, em Arapiraca. A partir das 20h30, ASA e CSA se enfrentam pela 4ª rodada da competição, porém, ambos vivem um momento complicado e precisam vencer para respirar na temporada.

ASA e CSA estão passando por uma fase relativamente semelhante. As duas equipes caíram na Pré-Copa do Nordeste, começaram o Alagoano com resultados contestáveis e decidiram trocar seus treinadores.

ASA

A semana do ASA foi turbulenta. Praticamente sem pausa para treinos, a última vez que entrou em campo pelo Estadual foi há uma semana e meia, quando empatou com o Coruripe, por 1 a 1. De lá para cá, o Fantasma bateu o Dimensão Saúde, por 1 a 0, e também empatou com o CRB Sub-20. Apesar de não ter perdido, os desempenhos levaram a saída de Leandro Sena.

Rodrigo Fonseca foi contratado, mas não chegou rápido em Arapiraca. O único treinamento sob seu comando foi nessa terça (6) e o técnico teve pouco tempo para definir a equipe titular.

O que Fonseca sabe é que não contará com quatro jogadores que foram dispensados: Wermeson, Alison Araçoiaba, Iago Santos e Gilvan. Com isso, seu ataque fica quase todo desfalcado, com apenas Júnior Viçosa, Flávio e Caxito. Assim, é provável que a formação fique no 4-4-2.

A boa novidade é que o meia Didira está de volta, após cumprir suspensão. Já na zaga, há dúvida entre Rômulo e Bennê. A escalação do Alvinegro deve ter: Bruno Pianissolla; Paulinho (Everton), Roni Lobo, Rômulo (Bennê) e Gabriel Feliciano; Zé Wilson, Allef (Wescley), Didira e Anderson Feijão; Caxito e Júnior Viçosa.

CSA

O técnico Marcelo Cabo ainda trabalha para encontrar o seu time ideal. O problema é que desde que ele reassumiu o clube, houve pouco tempo para treinamentos.

Antes de enfrentar o ASA, os zagueiros Jean Pierre e Michel Custódio, além do atacante Douglas Skilo, foram dispensados e procuram um novo destino. Porém, o CSA trouxe novos reforços: o lateral-direito Eduardo, o zagueiro Wellington Carvalho e o volante Juninho Valoura. Entre os três, apenas Valoura deverá estar disponível para o duelo, enquanto Eduardo e Wellington aprimoram questões físicas.

Niltinho, que estreou no fim de semana, começa no banco de reservas. Já Lucas Marques e Yuri Sena estão fora, entregues ao Departamento Médico.

O CSA deve ir para o clássico com: Deivity; Igor Dutra, Eduardo Biazus, Almir Luan (Thiago Lopes) e Kelvin; Marlon, Juninho Valoura (Alisson Farias), Jean Cléber e Gustavo Xuxa; Marquinhos e Rômulo.

Mais matérias
desta edição