app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5656
Esportes CRB entrou em campo com uma escalação alternativa e ficou apenas no empate com o time tricolor, por 1 a 1, nessa quarta-feira (7)

CRB empata com CSE em casa e se mantém invicto no Alagoano

Atacante Wélder abriu o placar na primeira etapa e Ibson Melo empatou a partida na reta final do segundo tempo

Por Matheus Guimarães | Edição do dia 08/02/2024 - Matéria atualizada em 08/02/2024 às 04h00

CRB e CSE se enfrentaram na noite desta quarta-feira (7), no Estádio Rei Pelé, em partida válida pelo Alagoano 2024. O Galo entrou com uma escalação alternativa e ficou no empate com o time tricolor: 1 a 1. Com o resultado, perde os 100% de aproveitamento, mas segue invicto e líder do Alagoano, com 10 pontos. Já o CSE, está 5° lugar, com 5 pontos.

O próximo jogo do time regatiano é pela Copa do Nordeste, no próximo domingo (11), no Rei Pelé, contra o Fortaleza, pela segunda rodada da competição. Posteriormente, no dia 15, vai a Campina Grande-PB enfrentar o Treze, também pelo Nordestão.

O CRB só retorna a campo pelo Alagoano no dia 18, às 17 horas, contra o Cruzeiro, em Maceió.

Já o CSE, entra em campo daqui a uma semana, na próxima quarta (14), às 19h, pela 3ª rodada da Copa Alagoas, contra o Zumbi, no Juca Sampaio, em Palmeira dos Índios. Pelo Alagoano, o Tricolor voltará a atuar no dia 17 (sábado), também em casa, contra o Coruripe, às 16 horas.

COMO FOI

O CRB deu o pontapé inicial e, nos primeiros minutos, as equipes brigaram muito pela posse de bola. Até os 10’ da primeira etapa, teve muita dificuldade na criação, chegando na grande área apenas através dos escanteios, enquanto o CSE apostava nos contra-ataques.

Aos 14’, o time tricolor armou uma boa trama pelo lado direito de seu ataque e, após cruzamento de Talles, o centroavante Tito arrumou de peito e o lateral Gilmar, de primeira, chutou, assustando o goleiro Victor Caetano, mas não acertou a meta. Chegando à marca de 20’, o CRB teve uma sequência de dois ataques que assustaram os visitantes. Após passe de Gegê, Labandeira ficou no um contra um, cruzando a bola de dentro da área e sofrendo o corte. No rebote, Gegê cruzou e Wélder brigou com o zagueiro Hítalo e encerrou a leve pressão do Galo.

Com a metade do 1º tempo, o CRB chegou ao seu 5° escanteio. Gegê foi para a bola novamente e, ao colocá-la na área, Gustavo Henrique desviou para trás. Ela sobrou no pé de Wélder, que dominou e tocou no canto esquerdo do goleiro, abrindo o placar: 1 a 0.

No 2º tempo, o CRB voltou com a totalidade da posse e manteve o domínio. Aos 5’, Gegê recebeu a bola na intermediária, um pouco à frente do círculo central, arriscou de longe e, após o desvio, o goleiro tricolor fez uma difícil defesa na primeira grande chegada do Galo.

Aos 20’, Edinho, do Tricolor, recebeu na intermediária e arriscou de fora da área. A bola não acertou o alvo, mas passou próximo ao gol de Victor Caetano. Foi a primeira grande chegada do CSE na segunda etapa.

Chegando à reta final, o Tricolor mostrou que não estava morto e em um contra ataque extremamente veloz, Érico se posicionou nas costas de Falcão, recebeu o passe de Edinho, atacou a área e cruzou a bola na segunda trave. Matheus Ribeiro ainda teve a chance do corte, mas “furou” e a bola sobrou para Ibson Melo só empurrar para o fundo das redes e empatar, aos 38’: 1 a 1.

O árbitro deu 4 minutos de acréscimos, depois mais um minuto, e encerrou o duelo aos 50 minutos.

Mais matérias
desta edição