Nº 0
Fatos & Notícias

Confira os destaques da política alagoana #FN21032020

.

Por FATOS & NOTÍCIAS | Edição do dia 21/03/2020 - Matéria atualizada em 20/03/2020 às 21h35

O governo do Estado e a prefeitura Municipal de Maceió, juntos, decidiram tomar medidas duras para prevenir e combater a proliferação do coronavírus. As medidas, que estabelecem um estado de emergência, preveem o fechamento do comércio de Maceió, bares, restaurantes, shoppings e prédios públicos.

Se necessário, conforme o Decreto, a polícia entrará em ação para cumprir os decretos publicados no dia de ontem. Uma questão de bom senso e de providências inadiáveis para o bem-estar da população, justificam o governador Renan Filho e o prefeito Rui Palmeira.

Com efeito inicial para os próximos dez dias, as medidas poderão ser reavaliadas a cada momento, dependendo do comportamento da proliferação do vírus em Maceió e em municípios alagoanos.


UNIÃO

A gravidade da disseminação do coronavírus uniu mais ainda o relacionamento do governador Renan Filho com o prefeito Rui Palmeira. Uma interação de providências mútuas que vão refletir diretamente na saúde de todos os alagoanos.


JOGO DURO

Como a situação epidêmica chegou à perspectiva de aumentar rapidamente, o governo do Estado e o município de Maceió decidiram jogar duro para quem desobedecer aos decretos publicados na última sexta-feira. A proliferação do coronavírus deve aumentar até a primeira quinzena de abril, por isso o esforço conjunto de Renan Filho e Rui Palmeira para impedir o avanço da doença.


PODER DE POLÍCIA

Quem não cumprir as determinações poderá sofrer sanções civis e até mesmo criminais. A ordem é cumprir as regras e, em caso de desobediência, a polícia e a guarda municipal deverão ser acionadas.


TUDO FECHADO

Além do comércio local e shoppings, bares e restaurantes na orla marítima, outros estabelecimentos também terão suas portas fechadas. O prefeito Rui Palmeira declarou, também, que quem não cumprir as normas vigentes terá o alvará de funcionamento cassado, além das multas que serão aplicadas.


PRAZO INICIAL

Conforme o decreto, as medidas serão tomadas durante dez dias, mas poderão ser reavaliadas dependendo de como se comportar a proliferação do coronavírus nas próximas horas. Medidas mais duras não foram descartadas pelos dois governantes.


EXCEÇÃO

Nos decretos ficou estabelecido que apenas supermercados, farmácias, padarias e empresas de fornecimento de água e outros itens básicos para suprir as necessidades da população estão autorizadas a funcionar.


IGREJAS

Na página C5 da edição deste fim de semana, a Gazeta traz uma reportagem sobre medidas que as igrejas estão tomando em relação ao coronavírus. Como a página foi fechada antecipadamente, a reportagem informa que a Igreja Católica e a Assembleia de Deus manteriam missas e cultos, mas, nessa sexta-feira (20), decreto do governador Renan Filho determinou a suspensão desse tipo de evento religioso.


CINEMAS

Também na edição deste fim de semana, o Caderno B trouxe a programação dos cinemas da capital. Entretanto, a página foi fechada na quinta-feira (19), antes, portanto, do decreto do do prefeito Rui Palmeira determinando o fechamento de bares, restaurantes, lojas e shopping center, como parte das medidas de combate a proliferação do coronavírus.


» Atendendo a recomendação do Decreto Governamental, a CBTU informa que todas as operações ferroviárias estarão suspensas durante dez dias a partir da próxima segunda-feira, dia 23 de março.

» Toda a classe política, como prefeitos, vereadores, deputados estaduais, federais e senadores estão unidos nessa guerra contra o coronavírus, que tem levado a óbito milhares de pessoas em todo o mundo.

» Com o agravamento da saúde pública nos últimos dias em relação ao coronavírus, as composições políticas para prefeito de Maceió estagnaram.

» Mesmo assim, sem festas como a situação exige, Alfredo Gaspar decidiu se filiar ao MDB para disputar as eleições municipais.

Mais matérias
desta edição