app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 0
Fatos & Notícias

Confira os destaques da política alagoana #FN07072020

.

Por FATOS & NOTÍCIAS | Edição do dia 07/07/2020 - Matéria atualizada em 06/07/2020 às 22h22

A reabertura parcial do comércio pela prefeitura de Maceió desde a última sexta-feira vai exatamente de encontro ao que pensa o Comitê Científico do Consórcio Nordeste, que prevê um crescimento de infecção pelo coronavírus e o estrangulamento da rede hospitalar se o aumento de casos no interior do Estado continuar subindo.

O receio, embora os técnicos entendam o contrário, é de que uma migração de casos de cidades do interior para a capital provoque o colapso hospitalar.

A verdade é que, com a flexibilização do setor desde a última sexta-feira, verificou-se uma corrida da população às ruas, o que pode favorecer um efeito sanfona comprometendo o sistema de saúde de Alagoas que estava próximo da saturação


RISCO

As avaliações que estão sendo feitas pelos infectologistas podem reverter o quadro de estagnação aparente do coronavírus na capital, forçando o prefeito Rui Palmeira a rever as medidas de flexibilização como ele próprio declarou. Isso, porém, depois do levantamento estatístico que está sendo analisado dos últimos quatro dias.


SEM DESCARTAR

O lockdown, portanto, não está definitivamente descartado, embora a prefeitura acredite que aos poucos vai permitindo a abertura de cinemas, shoppings, bares e restaurantes. Mas, para isso, quer contar com a colaboração de participação da população, a qual é bastante difícil ou praticamente impossível de controlar, como se viu no comércio durante o final de semana.


RECEIO DE SURTO

Parte da sociedade não vem concordando com a abertura do comércio enquanto o número de infectados crescem a cada momento. Alega que pode ocorrer um surto ainda maior, a situação se complique ainda mais e fique sem controle.


DEMOLIÇÃO

Começou ontem a demolição do primeiro dos quatro blocos de apartamento no Jardim das Acácias, no bairro do Pinheiro. Até o dia 10 de julho essas unidades que correspondem a 96 apartamentos, serão demolidos e até setembro a área estará limpa. Enquanto durar a demolição ruas adjacentes serão interditadas para maior segurança de quem transita por aquela área.


REDUÇÃO

A cada dia a pandemia do novo coronavírus avança para o interior do Estado. Nas últimas 24 horas, apenas dois dos 19 óbitos confirmados laboratorialmente são de pessoas que residiam na capital alagoana, segundo o Boletim Epidemiológico da Secretaria de Estado da Saúde (Sesau). Os outros 17 moravam no interior.


RANKING

Maceió ainda aparece na liderança entre as cidades a maior quantidade de mortes pela doença, com 627. Até o momento, os municípios somam 538 óbitos, sendo Arapiraca em primeiro (51) e Rio Largo em segundo (41). .


BAIRROS

Quanto à divisão de vítimas por bairros na capital alagoana, conforme os dados da plataforma do governo de Alagoas, o Benedito Bentes ocupa a primeira posição (48), o Jacintinho em segundo (43) e a Cidade Universitária em terceiro (33).


INCÊNDIO

Um incêndio de grandes proporções atingiu a sede da Casa de Ranquines de Penedo, no sábado (4), e destruiu parte do imóvel. Apesar do susto, ninguém ficou ferido. Agora, os religiosos fazem campanha para ajudar na reconstrução do local, que abriga, atualmente, 4 pessoas em condições vulneráveis.


» Estudantes que contrataram Financiamento Estudantil (Fies) por meio do Banco do Brasil (BB) ou da Caixa Econômica Federal podem requerer a suspensão do pagamento de até quatro parcelas.

» A medida vale para clientes em situação de adimplência com seus contratos, antes do dia 20 de março, data em que foi decretado o estado de calamidade pública no país.

» O governo de São Paulo anunciou que o recrutamento de voluntários para a terceira fase de testes da vacina contra o novo coronavírus desenvolvida pela farmacêutica chinesa Sinovac começa na próxima segunda-feira (13). Na sexta (3), a Anvisa liberou a nova etapa do projeto realizado pelo laboratório chinês em parceria com o Instituto Butantan.

Mais matérias
desta edição