app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 0
Fatos & Notícias

Confira os destaques da política alagoana #FN21072020

.

Por FATOS & NOTÍCIAS | Edição do dia 21/07/2020 - Matéria atualizada em 20/07/2020 às 21h39

Embora oficialmente a flexibilização da fase laranja para a amarela, em Maceió e em alguns outros municípios, tenha acontecido ontem como prometido pelo governador do Estado, na prática o setor informal já estava em pleno vapor.

Esta semana, porém, será muito importante para os setores de saúde avaliarem se a abertura de outros segmentos do comércio está correspondendo, ou se será necessário rever algumas medidas tomadas nos últimos dias. Com maior número de pessoas nas lojas, bares, restaurantes e logradouros públicos de um modo geral, certamente o número de infectados pela Covid–19 vai aumentar.

Espera-se porém, que esse aumento, já esperado, não influa no planejamento de estagnação da doença previsto pelas autoridades sanitárias.


SEM CONTROLE

O que se viu ontem nas ruas e nas lojas foi uma movimentação atípica para este momento de pandemia, em que as pessoas se aglomeraram, foram às compras e praticamente se esqueceram do risco que ainda estão correndo.


REDUÇÃO

Com o controle parcial da Covid–19, os hospitais reduziram os seus internamentos e fizeram a saúde, de um modo geral, respirar com mais tranquilidade. As UTIs, que estavam no limite máximo de atendimento às vítimas mais graves, também diminuíram de intensidade, garantindo assim mais leitos para casos emergenciais.


TERMÔMETRO

A abertura quase total do comércio será o termômetro das autoridades sanitárias nas próximas 72 horas. Se o controle for mantido, já dá para o governo pensar em mudar de fase até, paulatinamente, chegar ao módulo verde. Aí, devem voltar o transporte complementar de uma forma eficiente e total e a retomada das aulas nas escolas públicas, particulares e universidades.


RISCO

Muito embora o governo esteja sendo prudente nas tomadas de posições, ainda é grande o risco de o coronavírus continuar infectando a população. Cada um, dizem os especialistas, deve colaborar e fazer a sua parte, como lavar bem as mãos e não sair de casa sem a devida proteção


COVID

O Brasil atingiu ontem a marca de 80 mil mortes pelo novo coronavírus desde o início da pandemia, segundo levantamento do Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass). De acordo com o balanço, foram registrados 632 óbitos no período de 24 horas, elevando o número total para 80.120, com taxa de letalidade de 3,8% e mortalidade de 38,1 pessoas por cada 100 mil habitantes.


COVID 2

O Conass ainda revelou que o País tem 2.118.646 casos confirmados da Covid-19, com um aumento de 20.257 em um dia. São Paulo (416.434), Ceará (147.566), Rio de Janeiro (141.005) e Pará (138.396) continuam como os estados com mais pessoas infectadas em termos absolutos.


PELO YOUTUBE

As sessões plenárias do Tribunal Regional Eleitoral de Alagoas (TRE/AL) passaram ontem a ser exibidas ao vivo no canal do Youtube do órgão. O Pleno do Regional alagoano, atualmente, atua com julgamentos virtuais devido à pandemia do novo coronavírus. Já na primeira transmissão, os processos de uma prestação de contas originária de Maceió e de um recurso criminal de Santa Luzia do Norte foram julgados. Além disso, desembargadores eleitorais aprovaram um voto de pesar pelo falecimento do bispo de Palmares, o alagoano Dom Henrique Soares da Costa.


» O prazo para realização de vistorias e renovações de permissões para taxistas, motoristas de vans escolares e transportadores turísticos foi prorrogado, pela Prefeitura de Maceió até 31 de julho, de acordo com portaria da SMTT.

» O Conselho Regional de Engenharia e Agronomia de Alagoas (Crea-AL) preparou o retorno de suas atividades presenciais ontem. Na primeira fase, o atendimento funcionará das 9h às 15h, ocorrendo, estritamente, por meio de agendamento para os serviços de retirada de carteira profissional, captura de foto e assinatura.

» Para marcar um horário, basta entrar em contato pelo whatsapp 2123 0866 ou pelo chat do site www.crea-al.org.br.

Mais matérias
desta edição