app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 0
Fatos & Notícias

Confira os destaques da política alagoana #FN23072020

.

Por FATOS & NOTÍCIAS | Edição do dia 23/07/2020 - Matéria atualizada em 22/07/2020 às 22h01

Já próximo dos 1.500 óbitos em Alagoas, a situação da pandemia ainda é preocupante principalmente no interior do Estado. O número de infectados baixou, mas o coronavírus ainda ameaça várias regiões.

Com a abertura de mais segmentos do comércio e consequentemente mais gente nas ruas, a perspectiva é que apareçam mais casos até que estabilização seja um fato consumado. A flexibilização, que está sendo acompanhada pelas autoridades sanitárias, tem que ser devagar, prudente, para não causar nenhuma surpresa desagradável.

A maior segurança, entretanto, é de que o número de leitos disponíveis aumenta a cada dia, o que demonstra um certo conforto para quem precisa de internamento, seja no setor clínico, seja em UTIs. A precaução, contudo, é fundamental para se transpor a pandemia, que já dá sinais de enfraquecimento, além de conscientização da população para continuar tomando as medidas preventivas orientadas pela área de saúde.


ACOMPANHAMENTO

As autoridades de saúde estão atentas para os levantamentos epidemiológicos que serão feitas no final de semana. Elas farão uma avaliação do número de casos para identificar se o número de infectados aumentou, com a liberação de vários segmentos do comércio.


ESTACA ZERO

Durou pouco o entusiasmo dos servidores estaduais sobre a suspensão momentânea da cobrança de 14% da Previdência, decidido que foi pela desembargadora Elisabeth Carvalho. Numa tacada só, o presidente do Supremo Tribunal Federal, Dias Toffoli, derrubou a liminar concedida.


PERDA DE ARRECADAÇÃO

O pedido de suspensão da liminar concedida feita pela Procuradoria da Fazenda Nacional baseou-se no fato de causar grande perda de arrecadação para os cofres do Estado, assim como abriria brechas para novas ações judiciais. Resta, agora, a parte prejudicada, no caso o Sindicato dos Policiais Civis, agravar da decisão do presidente do STF e levar a matéria para apreciação do pleno daquela instituição.


HOMICÍDIOS

O Brasil teve alta de 7% no número de assassinatos de janeiro a maio de 2020 em comparação com o mesmo período do ano passado. Já o mês de maio deste ano registrou estabilidade (-0,3%) em relação ao mesmo mês de 2019. É o que mostra o índice nacional de homicídios criado pelo G1, com base nos dados oficiais dos 26 estados e do Distrito Federal.


HOMICÍDIOS 2

De acordo com a ferramenta, houve 19.382 mortes violentas de janeiro a maio deste ano. No mesmo período no ano passado, foram 18.120. A alta de 7% ocorre mesmo em meio a pandemia da Covid-19, quando estados e municípios passaram a adotar medidas de isolamento social. Já considerando o mês de maio foram 3.529 vítimas de assassinatos, contra 3.540 em 2019, uma redução de 11 mortes.


AO AR LIVRE

Após evidências de que os riscos de contágio do novo coronavírus são maiores em ambientes fechados do que em ambientes abertos, restaurantes, bares, lanchonetes, cafeterias e estabelecimentos congêneres poderão instalar mobiliário ao ar livre em áreas públicas mediante autorização e obediência a alguns requisitos. Essas condições constam no Decreto nº 8.923, publicado na edição dessa terça-feira (21) do Diário Oficial do Município (DOM).


AO AR LIVRE 2

Será permitida a instalação de mesas, cadeiras, floreiras, ombrelones, tendas, lixeiras e paraciclos em vias e logradouros públicos, com autorização válida até o prazo máximo até 31 de dezembro de 2020.


» Dois estudos publicados ontem pela revista "Nature" apontaram que a cloroquina e a hidroxicloroquina não são úteis no tratamento da Covid-19.

» Em um dos artigos, o medicamento antimalárico falhou em apresentar efeito antiviral contra a Covid-19 em macacos. Já outra pesquisa não viu efeitos da cloroquina nas células pulmonares infectadas pelo vírus, em laboratório.

» Um homem foi preso e treze aves silvestres foram resgatadas, ontem, durante operação realizada pela Polícia Rodoviária Federal e o Canil do 3º Batalhão de Polícia Militar de Alagoas.

» Os policiais encontrando uma gaiola com 13 aves silvestres, sendo nove canários, dois golinhas, um papa-capim e um bigode.

Mais matérias
desta edição