app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 0
Fatos & Notícias

Confira os destaques da política alagoana #FN06102020

.

Por FATOS & NOTÍCIAS | Edição do dia 06/10/2020 - Matéria atualizada em 05/10/2020 às 22h10

Consultas populares que estão sendo feitas em Maceió nas eleições para prefeito trazem curiosidades que podem modificar o panorama política dos candidatos e consequentemente dos partidos.

Enquanto uns levam vantagens nas pesquisas, outros são um pouco desconhecidos ainda da grande massa popular, e alguns pontuam uma rejeição que pode complicar o objetivo de se tornar um dos candidatos como chances de substituir o prefeito Rui Palmeira. As pesquisas, entretanto, oscilam de um bairro para outro, à medida do conhecimento dos candidatos em cada região.

O panorama, pelas projeções de especialistas em pesquisas de opinião, deve mudar aos poucos logo depois de iniciar o Guia Eleitoral, instrumento que dará maior visibilidade aos candidatos e consequentemente aos seus programas de governo.


REJEIÇÃO

O que mais preocupa alguns candidatos é o nível de rejeição junto à população. E isso pode implodir qualquer candidatura, caso se mantenha no mesmo patamar durante a campanha, que já foi iniciada na capital e também no interior.


LANÇAMENTO

O jornalista Joaldo Cavalcante lança hoje, a partir das 19h, em frente ao restaurante Pedra Virada, na Ponta Verde, no sistema drive thru, o livro Salgema: Do erro à Tragédia, em um trabalho de pesquisas jornalística que mostra a realidade dos fatos desde 1970. Prefaciado pelo professor Douglas Apratto, o livro será de grande importância para pesquisas e esclarecimento à sociedade sobre tudo o que se passou na Braskem desde sua instalação em Maceió.


AGRAVANDO

Agora, mais de 1.706 residências estão no radar da Braskem e das autoridades ambientais como comprometidas pelas rachaduras e fissuras apresentadas. A extensão vai tomando conta de parte do bairro do Farol e migrando para a conhecida Ladeira do Calmon. O comércio e hospitais da região já estão programando sair da rota comprometida pela mineração da Braskem.


INEFICIÊNCIA

Parece coisa do outro mundo, mas não é. Pelo menos 15 mil inquéritos dormem nas gavetas da burocracia da Polícia sem nenhum andamento. Ou seja, são milhares de famílias que ainda não tiveram o sabor de ver suas vítimas receberem o castigo que merecem.


OFERTA DE ÔNIBUS

O Núcleo de Proteção Coletiva da Defensoria Pública do Estado instaurou um Procedimento de Tutela Coletiva, na semana passada, para acompanhar, inspecionar e apurar a situação da oferta e distribuição das linhas de ônibus da capital alagoana. A iniciativa foi adotada após o recebimento de inúmeras reclamações por parte do órgão. O documento foi assinado pelo defensor público Fabrício Leão Souto.


SANTA MÔNICA

O Ministério Público Estadual estabeleceu o prazo de 10 dias para que o secretário de estado da Saúde, Alexandre Ayres, apresente dados referentes ao quantitativo de servidores lotados na Maternidade Escola Santa Mônica. O ofício foi assinado pelo promotor de Justiça Coaracy da Fonseca. No pedido, o promotor explica que, durante a apuração de denúncia sobre irregularidades na UTI Neonatal da unidade, foi verificado carência de servidores.


SANTA MÔNICA 2

O promotor estabeleceu um prazo de 10 dias para que o secretário apresente a quantidade de funcionários contratados, terceirizados e efetivos existentes na Santa Mônica, bem como mostre quantos cargos há vagos e informe se já foi aberto procedimento administrativo para a realização de concurso.


» O número de casos de Covid-19 nas aldeias indígenas alagoanas atingiu 201 registros nesta segunda-feira (5), segundo balanço divulgado no fim desta tarde, pela Secretaria Especial de Saúde Indígena (Sesai) do Ministério da Saúde

» De acordo com os dados, há outros 17 casos sob suspeita da doença provocada pelo novo coronavírus. Outrs 274 casos foram descartados e 193 índios apresentaram cura clínica. Até o momento, três indígenas alagoanos morreram em decorrência da Covid-19.

» Os atendimentos presenciais da Vigilância Sanitária de Maceió agora podem ser agendados de forma on-line. A medida visa ampliar ainda mais o acesso do cidadão aos serviços do órgão.

Mais matérias
desta edição