app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 0
Fatos & Notícias

Confira os destaques da política alagoana #FN02012021

.

Por FATOS & NOTÍCIAS | Edição do dia 02/01/2021 - Matéria atualizada em 01/01/2021 às 19h44

Ao tomar posse numa solenidade virtual, como foi recomendado pelo Ministério Público Estadual, o prefeito JHC, mesmo sem revelar a totalidade do seu secretariado, promete uma gestão com transparência, empatia com a população e ação. Sua administração é aguardada com muita expectativa e otimismo. Seu plano de cem dias deve impactar todas as áreas na Prefeitura de Maceió. Um dos pontos mais discutidos durante a semana foi o arrocho fiscal que deverá ser aplicado para que o novo governo possa cumprir sem sobressaltos os inúmeros compromissos, principalmente no que diz respeito aos salários dos servidores.

Redução de custos com cortes de despesas em contratos é o primeiro passo do prefeito JHC. Os cargos comissionados com indicações políticas também são um dos principais alvos da nova equipe de governo para estabilizar a área financeira da prefeitura, assim como a realização de obras prometidas durante a campanha eleitoral.


Destravar

No plano de cem dias, além das auditorias propostas e renegociação de contratos com algumas empresas prestadoras de serviços, a nova onda do coronavírus é um dos principais problemas que JHC vai enfrentar emergencialmente, em face do avanço vertiginoso da pandemia nos últimos dias.


Ajuda

No projeto inicial do governo de JHC, trata-se também como prioridade a liberação de linhas de créditos para pequenos empreendedores, especialmente aos que foram desalojados do bairro do Pinheiro e outros atingidos duramente pela mineração da Braskem.


Desconto

A exemplo da administração de Rui Palmeira, o prefeito JHC também deve facilitar o pagamento do IPTU com descontos reais no sentido de oxigenar a arrecadação municipal para tentar superar as dificuldades que estão por vir.


Prioridade

Alguns compromissos de campanha assumidos nas grotas de Maceió também são observados como prioridade pelo governo de JHC, desde quando as finanças possam permitir. Aliás, foi por isso mesmo que a equipe de transição se debruçou no aspecto econômico e nos comprometimentos assumidos pela gestão passada, para saber quais os pontos iniciais que JHC pretende executar a partir de hoje.


Osso duro

O prefeito JHC inicia sua gestão com grave crise financeira e precisará unir forças para superar as dificuldades. Pelo menos este é um dos pontos profetizados pelo ex-prefeito Rui Palmeira, que disse, também, deixar em caixa próximo de R$ 1 bilhão para tocar as principais obras já em andamento.


Calote

Começa o novo ano e nada do ressarcimento através do Consórcio Nordeste de uma bagatela de mais de R$ 5 milhões pela compra de respiradores que nunca chegaram a Alagoas. As informações são de que o caso está sendo investigado pela Polícia Federal.


Líder alagoano

Natural de Maribondo, o alagoano José Ronaldo Marques (Boizinho) foi eleito presidente nacional do Sindicato dos Cegonheiros do Brasil, cargo que exerce pela quarta vez. Ele será empossado no dia 11 deste mês, na sede da entidade, em São Bernardo do Campo, no ABCpaulista.


Cobrança

A partir deste mês, a prefeitura de Maceió deve cobrar do governo de Alagoas as promessas da realização de obras na periferia da capital, assim como da ajuda financeira que seria dada às famílias mais pobres.


» Com a chegada de mais de 750 mil turistas nos próximos meses, o risco de a pandemia aumentar em Alagoas é de quase 100%. Pelo menos é a avaliação dos médicos infectologistas.

» Com hospitais praticamente com as lotações esgotadas, o governo do Estado não acena para novas medidas de contenção do coronavírus, nem tampouco reabre os hospitais de campanha já desativados.

» Sem ter concluído algumas obras em 2020 e prometido outras para 2021, o governo do Estado tenta levar com a barriga a boa-fé da população.

Mais matérias
desta edição