app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 0
Fatos & Notícias

Confira os destaques da política alagoana #FN27032021

.

Por FATOS & NOTÍCIAS | Edição do dia 27/03/2021 - Matéria atualizada em 26/03/2021 às 20h52

Com delegacias sucateadas, falta de pessoal e dezenas de milhares de inquéritos mofando nas prateleiras sem solução aparente, o comando da Secretaria de Segurança Pública ainda tem capacidade de destacar que este é o “melhor momento” da polícia em nível de estruturação.

A balela, que teve claro objetivo de agradar ao governador do Estado durante evento no início da semana, não corresponde à realidade e soou mal nos ouvidos da Polícia Judiciária, que projeta situações mais complicadas ao longo deste ano. A revelação de que o governo atual modernizou suas estruturas e equipamentos, tem parecido mais uma brincadeira de mau gosto.


Passeios adiados

Depois de muitas críticas da sociedade e do incômodo causado no governado, o comando da Secretaria Segurança Pública deu um freio de arrumação e deixou por algum tempo de assustar a população com seus voos rasantes de helicóptero.


Expondo

Durante toda a semana, as críticas à segurança estadual se avolumaram, depois que soldados ficaram expostos sob o sol e a chuva com a missão de evitar aglomerações nas praias de Maceió. Um ponto fora da curva, têm confidenciado pessoas ligadas ao Palácio República dos Palmares.


Set de filmagem

Para lançar seus vídeos nas redes sociais, naturalmente produzidos por profissionais do ramo e supostamente pagos com dinheiro do contribuinte, o secretário de Segurança parece ter definido como o seu set de filmagem a beleza da orla marítima de Maceió, o que tem tirado a visibilidade do governador no trabalho de combate à pandemia.


Efeito bumerangue

As ações midiáticas da segurança pública patrocinadas pelo titular da pasta têm tido um efeito bumerangue e atingido diretamente o governo do Estado, o qual, nos bastidores, não esconderia estar incomodado com o excesso de publicidade da autoridade policial.


Só cacarejo

No encerramento da sessão da semana, o deputado Davi Maia provocou uma gargalhada geral no plenário da Assembleia Legislativa. Quebrangulense, Maia resolveu comparar o trabalho do prefeito JHC com o do governador Renan Filho. “É como a pata e a galinha; uma produz um ovo grande e permanece discreta e a outra faz muito barulho depois de pôr um ovinho pequeno”.


Chegando

O pico da pandemia, com muito mais pessoas infectadas e mais mortes, é esperado para esta semana, de acordo com previsão de médicos infectologistas. Uma parada dura que tem amedrontado a população alagoana.


Avanço

Mesmo com algumas dificuldades de logística, a Prefeitura de Maceió tem se desdobrado para suprir as deficiências, aumentando o número de postos de vacinação, para que possa agilizar a imunização das pessoas e evitar aglomerações desnecessárias.


Nessa moita tem coelho

O governador dá a impressão de que parece estar satisfeito com o secretário interino da Educação, Fábio Guedes, que já faz simplesmente nove meses que está no cargo. Ou não está dando muita importância para o setor nesta época de pandemia ou está guardando a secretaria para negociar politicamente nos próximos meses.


» O senador Fernando Collor, que participou nessa sexta-feira (26) da inauguração do Residencial Vale Bentes II, com o prefeito JHC, afirmou, como presidente da Comissão de Desenvolvimento Regional e Turismo do Senado Federal, que vai atuar para reduzir o deficit habitacional e assegurar mais investimentos para Maceió.

» A Assembleia Legislativa deve instalar nos próximos dias uma Comissão Especial para acompanhar as ações da Casal na região do alto Sertão. A proposta é do deputado Inácio Loiola, que faz críticas pertinentes sobre a situação hídrica grave no semiárido alagoano.

» Para momentâneo alívio da população sertaneja, a Operação Pipa está sendo reiniciada com recursos prometidos pelo governo federal para que possa levar água potável às comunidades, enquanto o Canal do Sertão não cumpre com o papel para que foi criado.

» Enquanto alguns deputados trabalham duro para ajudar no combate à pandemia com propostas e ações, outros se preocupam em atender pequenas demandas para os seus redutos eleitorais.

Mais matérias
desta edição