app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 0
Fatos & Notícias

Confira os destaques da política alagoana #FN13052021

.

Por FATOS & NOTÍCIAS | Edição do dia 13/05/2021 - Matéria atualizada em 13/05/2021 às 04h00

Sem constar na agenda oficial até ontem à noite, a cidade de Maceió vai perder uma grande oportunidade de mostrar ao presidente Jair Bolsonaro a tragédia que se abateu sobre o bairro do Pinheiro e seu entorno provocada pela Braskem.

Na programação oficial consta a chegada do presidente às 8h30 no Aeroporto Zumbi dos Palmares e, às 10h, com o prefeito JHC, ele fará a entrega de 500 unidades habitacionais do Residencial Oiticica I, no Benedito Bentes, onde o governo federal investiu recursos na ordem de R$ 40 milhões.

Durante a visita, o presidente, às 11h30 inaugura o Viaduto a Polícia Rodoviária Federal em Maceió, em solenidade que também terá a presença do ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas, e do diretor-geral do DNIT, general Santos filho. Nessa obra, o governo federal investiu R$ 77,4 milhões, com o objetivo de melhorar a mobilidade urbana na região..


NO SUPREMO

Cotado para vaga no Supremo Tribunal Federal, o que tem se sido destacado pela grande mídia nacional, o presidente do STJ, ministro Humberto Martins, disse ontem, durante reunião preparatória para o 15º Encontro Nacional do Judiciário, que acredita no Brasil de “mãos dadas” e que “Deus está no comando de todas as coisas”. Ele destacou que essa reunião “inaugura com ele um novo ciclo, de fé, de esperança e crença num Judiciário viável”.


PAÍS UNIDO

Evangélico e reiterando considerações sobre esse importante encontro, Humberto Martins fez citações bíblicas e disse acreditar em um “país de mãos dadas”. Ele aproveitou para destacar a atuação do presidente do STF, Luiz Fux, que está “traçando planos para o futuro, planos de fé, planos de altivismo, planos de esperança pelo Judiciário cada vez mais respeitado, acreditado e viável”. Na grande mídia, o presidente do STJ destaca que “estes são os planos, planejamento estratégico pra um poder Judiciário a serviço da cidadania”.


CONTROVERSO

O deputado Davi Maia trouxe à tona novas situações com relação à compra de respiradores que nunca chegaram a Alagoas, enquanto o governo nega que tenha utilizado recursos federais para isso. Mas a oposição diz que tem como provar, com documentos, que a CGU foi enganada pelo governo do Estado.


INCONFORMADO

O setor de eventos em Alagoas que passou cerca de 14 meses sem funcionar em face das medidas restritivas adotadas pelo governo, não está nada satisfeito com o último decreto anunciado pelo governador Renan Filho. Entre outros adjetivos, o setor repudia as colocações consideradas “desumanas e desrespeitosas” e quer abrir diálogo para a volta deste setor tão importante quanto muitos outros na geração de emprego e renda.


ROMBO FISCAL

Depois de mais de dois anos de investigações, o Grupo de Atuação Especial no Combate à Sonegação Fiscal e Lavagem de Bens (Gaesf) desmontou uma quadrilha que, pelas contas, havia cometido fraudes que podem chegar a R$ 435 milhões. No bolo, a participação de criminosos de Alagoas e São Paulo. No total foram expedidos 77 mandados através da 17ª Vara Criminal da Capital e 10 de prisão.


APLICATIVO

O novo aplicativo de mobilidade que passará a ser usado na capital alagoana, o Moovit, foi divulgado ontem. O aplicativo multimodal atuará como um planejador de viagens. Ele dispõe de várias ferramentas, tendo entre elas uma das mais importantes: expor em tempo real quanto falta para que os ônibus chegarem aos pontos e o seu nível de ocupação, além da acessibilidade. O Moovit é uma empresa israelense, com serviço gratuito, e está disponível para Android, iOS e na web. Além de planejar viagens, ele oferece um guia completo para todo o deslocamento.


» O Brasil registrou 2.545 mortes por Covid-19 nas últimas 24 horas, totalizando nesta quarta-feira (12) 428.256 óbitos desde o início da pandemia.

» Com isso, a média móvel de mortes nos últimos 7 dias chegou a 1.944. Em comparação à média de 14 dias atrás, a variação foi de -23%, indicando tendência de queda nos óbitos decorrentes do vírus

» Um homem de 29 anos conseguiu liberdade ontem após passar mais de dois anos preso em Alagoas por um crime pelo qual foi condenado a um ano de prisão.

» O caso foi divulgado pela Defensoria Pública do Estado (DPE), que atuou na defesa do réu. Quando foi condenado a um ano de prisão, ele já estava preso havia um ano e quatro meses.

Mais matérias
desta edição