app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 0
Fatos & Notícias

Confira os destaques da política alagoana #FN25052021

.

Por FATOS & NOTÍCIAS | Edição do dia 25/05/2021 - Matéria atualizada em 25/05/2021 às 04h00

O promotor Max Martins, da Promotoria de defesa do Consumidor, ainda não entendeu a “mágica” da Secretaria da Fazenda sobre a majoração nos preços dos combustíveis e, por isso mesmo, quer muitas explicações do órgão público.

Ao contrário do que disse o secretário George Santoro, o MP assegurou que numa audiência pública realizada no dia 18 de março pretérito, em nenhum momento a nova metodologia adotada pela Sefaz deixou qualquer sinal de que o consumidor seria prejudicado. E isso é o que deve ser esclarecido nos próximos dias.


Aumento confuso

O problema em questão como a Gazeta de Alagoas abordou na edição do último domingo, é de que, com a nova aritmética adotada pelo governo, está sendo adicionado mais 15 centavos nos cálculos pelo litro da gasolina, cujo preço médio agora divulgado pela ANP é de R$ 5,81.


Mais cara

A gasolina vendida em Alagoas hoje, conforme levantamentos feitos no início da semana, é a terceira mais cara do Nordeste e a sétima maior do Brasil, exatamente se contrapondo à promessa feita pelo governador Renan Filho meses atrás.


Repercussão

Na Assembleia Legislativa, o deputado Bruno Toledo, do PROS, inconformado como o governo provocou a alta da gasolina, apresentou um projeto de lei que objetiva regulamentar esta metodologia que muita gente, principalmente o consumidor, ainda não conseguiu entender. O objetivo de Toledo é tentar corrigir algumas injustiças cometidas pelo governo criada pela Secretaria da Fazenda.


Sinal de alerta

Causou estranheza que, depois de quase seis anos de mandato, o governador Renan Filho tenha admitido receber no dia de hoje o Sindicato dos Professores para tratar de reposições salariais, condições de trabalho e, também, da vacinação em massa da categoria. Aí, confidenciaram alguns profissionais, tem mais alguma coisa no ar do que os aviões de carreira.


Meia volta

Com a sinalização de novos casos de contaminação do coronavírus e o aumento do número de óbitos, certamente o governo do estado não avançará na flexibilização de alguns setores produtivos. Pelo menos é o que pensam autoridades da Saúde.


Descontrole

Mais uma vez o Observatório Alagoano de Políticas Públicas Para Enfrentamento da Covid alerta para o descontrole da transmissão do novo coronavírus. E sugere que o governo continue alerta para evitar mais vítimas da Covid-19.


Mais postos

O prefeito JHC anunciou em suas redes sociais, que a partir desta semana vai anunciar a instalação de mais oito postos de vacinação para o combate à pandemia, na grande Maceió. Com isso, vai poder ampliar com mais eficiência o atendimento à população.

Mais matérias
desta edição