app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 0
Fatos & Notícias

Confira os destaques da política alagoana #FN05062021

.

Por FATOS & NOTÍCIAS | Edição do dia 05/06/2021 - Matéria atualizada em 04/06/2021 às 21h06

Numa intensa campanha publicitária absolutamente inútil e tardia, o governo do Estado causa perplexidade ao estimular o plantio de sementes fora de época, em vez de se preocupar em ensinar e conscientizar a população a lavar as mãos, usar máscaras e evitar aglomerações para ajudar no combate à pandemia. Desrespeitando a própria lei que sancionou ao distribuir sementes entre os meses de março e abril para poder garantir uma boa safra, o governo parece não pensar assim.

Depois de várias observações na Assembleia Legislativa, inclusive por deputados de sua própria bancada, o setor produtivo assiste com indignação à falta de compromisso e responsabilidade neste momento tão difícil de sobrevivência para os pequenos produtores e, consequentemente, as famílias alagoanas.


SEM RESULTADOS

Embora tente dar uma resposta mesmo fora do contexto, o governo sabe perfeitamente que o tempo de plantio das sementes crioulas próprias para a região, já passou. E tentar remendar a falha com farta publicidade nos meios de comunicação.


NEGLIGENCIANDO

O governo, assim, não providenciou as sementes, desrespeitou a lei em vigor para destinar um percentual de sementes na época certa principalmente para a agricultura familiar, o que não fez, causando, dessa forma, um clima de indignação no setor agropecuário.


LABAREDAS

Treinada para apagar fogo, a tenente-coronel do Corpo de Bombeiros Camila Paiva tem feito exatamente o contrário. Enquanto uns apagam, ela sopra as labaredas para dar maior intensidade ao incêndio. Por isso está sendo alva de investigação pelo Conselho de Segurança e que pode resultar em punição por infringir os regulamentos da corporação.


PULO DO GATO

Em vez de paparicar sindicatos e associações, o secretário de Educação, Rafael Brito, deveria se preocupar com a evasão escolar, que deixa Alagoas na incômoda posição de quinto estado com percentual de adolescentes de 16 e 17 anos ausentes das salas de aula.


SEM EFICÁCIA

As medidas adotadas pelo governo no último decreto para conter a pandemia do Covid não têm sido eficientes, mostram as estatísticas. Quem está bancando o prejuízo é o setor produtivo, cujas empresas estão sendo fechadas e seus trabalhadores demitidos.


DESCONTROLE

Com ônibus superlotados e feirinhas com aglomeração na periferia da cidade de Maceió, a população pergunta onde andam as fiscalizações prometidas pelo governo.


SEM FUNÇÃO

Ninguém até agora sabe para que foi criada a Secretaria de Infraestrutura comandada por Maurício Quintella. Afinal de contas, todas as obras anunciadas pelo governo estão sendo executadas pela Secretaria de Transporte e Desenvolvimento, tocada pelo engenheiro Mosart Amaral.


INTERMINÁVEL

Embora ainda não tenha concluído a primeira etapa da AL-101 Norte, o governo já anuncia a segunda. Pelo andar da carruagem, termina o governo e a duplicação sequer chegará a Riacho Doce.


BOM SENSO

Ao depender do Ministério Público, os municípios alagoanos não vão realizar as tradicionais festas juninas e, naturalmente, não contratar bandas nem promover concursos de quadrilhas. Pelo bom senso, é melhor não contrariar o MP.


» Se dependesse da agilidade do governo do Estado, o homem do campo já tinha ido literalmente à falência.

» Renan Filho termina já o segundo mandato e até agora não resolveu, de uma vez por todas, a situação dos matadouros públicos em dezenas de municípios.

» Com praticamente leitos e UTIs lotados, o governo já admite que a situação é séria mas não demonstra, na prática, uma fiscalização para evitar o pior.

» A Associação dos Empreendedores do Pinheiro e o Movimento Unificado de Vítimas da Braskem farão protesto na terça-feira (15), em frente ao Ministério Público Federal (MPF), com o objetivo de reivindicar a revisão dos critérios e valores indenizatórios.

Mais matérias
desta edição