app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 0
Fatos & Notícias

Confira os destaques da política alagoana #FN11062021

.

Por Jorge Carlos | Edição do dia 11/06/2021 - Matéria atualizada em 10/06/2021 às 21h58

O governo do Estado, como estava previsto desde o início da semana, nem flexibilizou mais a abertura do setor produtivo, nem endureceu as medidas restritivas tão questionadas por Sindicatos e Associações dos pequenos empresários.

Até que haja um sinal de que a pandemia está controlada, o que no momento parece uma utopia, o governo vai manter essa posição e Alagoas continuará na fase vermelha, embora a pressão seja grande para uma flexibilização.

Mesmo recomendando se manter o distanciamento social, usar máscaras e outras medidas preventivas, o governo é impotente para exercer uma fiscalização dura, que faça despertar a sociedade de que, sem o esforço de todos, a situação pode chegar até a piorar.


ESTRANGULADOS

Uma das maiores preocupações dos médicos sanitaristas é com o aumento do número de infecções e de óbitos, que desde o final da última semana ficou num patamar de 20 a 21 mortes por dia. Além disso, as infecções pelo coronavírus praticamente dobraram e os hospitais estão no limite máximo de leitos e UTIs ocupados. No interior, principalmente nas grandes cidades, a situação é muito pior


ANSIEDADE

Deve chegar hoje, se assim se concretizar as projeções, o projeto de lei que será enviado pelo executivo à Assembleia Legislativa, para corrigir um erro que afetou as finanças de milhares de famílias com o desconto abusivo de 14% do AL Previdência de aposentados e pensionistas. A demora tem permitido ácidos comentários nas redes sociais, enquanto a Assembleia Legislativa espera a matéria para votar em regime de urgência.


SEM CONVENCER

A Secretaria da Agricultura, por meio dos seus dirigentes, bem que tentou convencer a negligência no fornecimento de sementes para os pequenos produtores, mas, de uma forma geral, não conseguiu. A questão, embora tratada com urbanidade pelos deputados, não conseguiu convencer os parlamentares principalmente de oposição, que sugerem que a situação não venha a se repetir no próximo ano.


ARRASTÃO

O Procon de Maceió apertou o cerco e multou pelo menos seis agências bancárias por não cumprirem as normas de distanciamento e atendimento ao público, principalmente sobre aqueles que necessitam fazer a prova de vida. E vem mais por aí. Quem circula por alguns bancos comprova a situação de aflição por que passa essa parcela da população.


VACINAÇÃO

Ampliando o calendário de vacinação, Maceió começa a imunizar contra a Covid-19 pessoas com 52 anos e sem comorbidades a partir de hoje. A aplicação das doses acontecerá nos oito pontos distribuídos pela capital e no ônibus da vacina, que, nesta sexta (11), estará Mercado da Produção, no bairro Levada, das 9h às 16h.


VACINAÇÃO 2

Os oitos pontos de vacinação são os drive-thrus (Estacionamento do Jaraguá e da Justiça Federal) e shoppings (Pátio e Maceió). Eles funcionarão em sistema de corujão até sábado (12), ou seja, das 9h às 21h. Os demais pontos, no Ginásio Arivaldo Maia (Jacintinho), Praça Padre Cícero (Benedito Bentes), Terminal do Osman Loureiro e Papódromo (Vergel do Lago), funcionam das 9h às 16h


BOLSA ESCOLA

A Semed iniciou ontem a coleta de dados para confecção dos cartões do Programa Bolsa Escola Municipal (BEM). Durante duas semanas, mais de 100 servidores estarão passando de unidade em unidade escolar para coletar informações de documentações escolares, que são a data de nascimento do aluno e o nome da mãe ou responsável. O trabalho acontece no horário de 8h às 17h.


» Em apenas um da, a Prefeitura de Pilar recolheu 4.700 kg de lixo da lagoa Manguaba. A atividade contou com a cooperação de pescadores que vivem do pescado nessa região.

» Entre os materiais removidos da lagoa estão eletrônicos, eletrodomésticos, tonéis e até um motor de carro.

» Brasil registrou ontem 2.344 mortes por Covid-19 nas últimas 24 horas, totalizando 482.135 óbitos desde o início da pandemia. Com isso, a média móvel de mortes nos últimos 7 dias chegou a 1.764.

» Em comparação à média de 14 dias atrás, a variação foi de -2% e indica tendência de estabilidade nos óbitos decorrentes do vírus.

Mais matérias
desta edição