app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 0
Fatos & Notícias

Confira os destaques da política alagoana #FN19062021

.

Por Jorge Carlos | Edição do dia 19/06/2021 - Matéria atualizada em 19/06/2021 às 04h00

As notícias que bombaram durante a semana foram as trapalhadas do governo no que diz respeito ao “Gabinete Fantasma” da Vice-Governadoria, como denunciaram deputados da oposição, além da operação pirotécnica no final de semana que assustou turistas e a população da Francês, em Marechal Deodoro, numa ação comandada pelo secretário de Segurança, Alfredo Gaspar.

Para completar a semana, a Polícia Federal realizou operações em vários municípios alagoanos para descobrir o rombo supostamente feito por prefeituras em recursos que teriam sido destinados ao combate da Covid-19.

Assim, não faltaram assuntos em que o governo não estivesse presente, que terá, futuramente, de dar explicações sobre o calote que levou de R$ 5 milhões ao comprar respiradores que nunca chegaram ao seu destino.


A HORA É AGORA

O Ministério Público Estadual deve iniciar investigações sobre o desperdício do dinheiro público com a inexistente Vice-Governadoria nos próximos dias, requisitando documentos e fazendo uma análise profunda das últimas ações governamentais. Com menos do que isso, no caso da Prefeitura de Maceió quando reduziu o preço da passagem de ônibus, o MP foi a fundo saber se a medida era mesmo pertinente.


PELO TWITTER

O prefeito de Maceió não esperou nem o dia seguinte e exonerou pelo Twitter o secretário de Turismo, Ricardo Santa Rita, depois de uma citação sua sobre o uso do símbolo nazista, o que é considerado crime no Brasil. A decisão demonstra que JHC está ligado nas redes sociais e não vai deixar passar de graça qualquer assunto que o deixe de saia justa.


EXPULSÃO

Além da demissão da Secretaria de Turismo de Maceió, Ricardo Santa Rita deverá ser expulso dos quadros do PDT de onde é filiado, após abaixo-assinado condenando o episódio considerado como “apologia ao nazismo”.


SUFOCO

O governo tem a obrigação de evitar o colapso na saúde, mas, por outro aspecto, não pode penalizar ainda mais os pequenos empresários especialmente do setor de serviços, que comem o pão que o diabo amassou. Se a fiscalização fosse feita permanentemente e com rigor como prometido, evidentemente sem excessos, certamente se encontraria um meio termo menos doloroso para os dois lados. Do jeito que vai, com a pandemia fazendo mais vítimas diariamente e agora atingindo jovens e crianças, o futuro parece ser bastante incerto.


INDIGNAÇÃO

Um grupo de empresários do setor da construção voltou a tecer críticas contra a Secretaria Municipal de Desenvolvimento – Sedet, que tem dificultado a expedição de alvarás de construção em algumas obras que se encontram paralisadas em Maceió. É como se essas ações fossem feitas de propósito, ou com o objetivo de prejudicar alguns supostos adversários políticos, revelou um dos prejudicados. A Secretaria parece está fazendo exatamente o contrário do que recomendou o prefeito JHC.


EXPONDO A PM

Com as operações pirotécnicas usando a Polícia Militar, o secretário de Segurança sabe perfeitamente que está expondo a importância da instituição ao avançar contra a população em lugares públicos. Um mal que está fazendo à PM que tanto tem contribuído para o desenvolvimento de Alagoas.


PROTESTO

Será segunda-feira mais um protesto contra o aumento de preço da gasolina, fato atribuído à cobrança extorsiva do ICMS pelo governo do Estado. O ato está marcado para às 7h na Fernandes Lima.


» Os trabalhadores querem, alguns deputados pressionam, mas o governo não quer nem ouvir falar em devolver o que tirou dos servidores durante um ano do AL Previdência.

» O secretário George Santoro, da Fazenda, vai à Assembleia Legislativa nesta segunda-feira para remendar o que fez há exatamente um ano, quando prejudicou milhares de aposentados e pensionistas com o AL Previdência.

» O prefeito Luciano Barbosa, de Arapiraca, foi muito claro ao declarar que não teve nenhuma participação ou pelo menos tomou conhecimento da contratação servidores para a finada Vice-Governadoria, além da locação de veículos de luxo.

Mais matérias
desta edição