app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 0
Fatos & Notícias

Confira os destaques da política alagoana #FN18112021

.

Por FATOS & NOTÍCIAS | Edição do dia 18/11/2021 - Matéria atualizada em 17/11/2021 às 21h46

O cancelamento dos concursos da Polícia Militar, Polícia Civil e Corpo de Bombeiros, pela Secretaria de Planejamento e Gestão, continua sendo um tema polêmico. Ontem, candidatos aprovados no concurso do Corpo de Bombeiros fizeram uma manifestação em frente ao Palácio República dos Palmares, pedindo a revogação da medida.

Os candidatos querem que a medida seja reconsiderada e que o concurso seja somente suspenso, se for o caso, depois de concluídas todas as investigações. Pedem, ainda, que a eliminação alcance somente àqueles que supostamente se envolveram na fraude.

Muitos candidatos observaram nos documentos que embasaram o cancelamento do concurso algumas contradições, o que inviabilizaria, de pronto, uma decisão mais dura, como foi o caso. Como as investigações continuam em sigilo, os interessados recomendam que haja, por parte do governo, muita cautela.


APERTO

O governo do Estado pediu autorização à Assembleia Legislativa para fazer uma revisão no Plano Plurianual referente a 2022 e 2023. Obras de concreto é o que não falta, enquanto a crise se abate principalmente nas áreas prioritárias, como Saúde, Educação e Segurança Pública.


OUTRAS PRIORIDADES

A redução de investimentos deverá ser fatal para as secretarias consideradas como de primeira linha e essenciais. Quem deve sofrer diretamente com isso é a população, que recebe ou pelo menos deveria receber o apoio do Estado.


CONTA A PAGAR

Pelo planejamento do Estado, que será discutido pelos deputados na Assembleia Legislativa, a conta que o futuro governo é incalculável. Além da redução de investimentos, a administração pública tem que bancar a manutenção de todas as obras, principalmente os hospitais que estão sendo construídos em ritmo acelerado nos últimos anos.


NOVOS PROTESTOS

Sem avançar muito nas indenizações, a Braskem vai sofrer, a partir de agora, uma série de novos protestos de entidades e até mesmo de religiosos. Para o início de dezembro, provavelmente nos dias 3 e 4, evangélicos, católicos e outras instituições farão mais um protesto em frente à empresa, no Trapiche da Barra.


MAIS DESEMBARGADORES

Finalmente a Assembleia Legislativa aprovou, em segunda votação, o aumento de 15 para 18 desembargadores, num projeto que tramitava nas Comissões da Casa de Tavares desde junho deste ano. O projeto, oriundo do próprio Poder Judiciário, alegava o alto fluxo de processos na segunda instância e voltará agora para o TJ para que a reorganização seja efetiva pela Corte.


VACINAÇÃO

Até o início da noite de ontem, o sistema do Ministério da Saúde marcava a aplicação de 297,9 milhões de doses da vacina contra a covid-19 no Brasil, sendo 157,3 milhões da primeira dose e 128,4 milhões da segunda dose e dose única. Foram aplicados 11,5 milhões de doses de reforço. No total, foram distribuídas 356,4 milhões de doses a estados e municípios, tendo sido entregues 349,9 milhões.


BENEFÍCIO

Quem recebe benefício do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) por estar afastado do trabalho por incapacidade temporária – o antigo auxílio-doença – deve ficar atento para o agendamento de nova perícia médica, sob o risco de ter o benefício suspenso.

Até 95 mil beneficiários por afastamento temporário foram convocados por edital no fim de setembro e têm até a próxima sexta-feira (19) para agendar nova perícia médica, em que será avaliado se o beneficiário permanece incapaz para o trabalho. O prazo inicial, que ia até 11 de novembro, foi prorrogado para o dia 19.


» A Secretaria Municipal de Saúde (SMS) informou, nesta quarta-feira (17), que abriu inscrições para o Curso de Atualização Profissional para Formadores de Cuidadores da Pessoa Idosa.

» O curso será realizado pela Escola Politécnica de Saúde Joaquim Venâncio (EPSJV/Fiocruz) após articulação com o Programa de Atenção à Saúde da Pessoa Idosa de Maceió..

» O Pleno do Tribunal Regional do Trabalho da 19ª Região (TRT/AL) realizou, na manhã de ontem, uma sessão judicial e administrativa em formato híbrido.

» Ainda em fase de teste, foi a primeira realizada com desembargadores presentes à sala de sessão ou de forma remota, simultaneamente.

Mais matérias
desta edição