app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 0
Fatos & Notícias

Confira os destaques da política alagoana #FN19112021

.

Por FATOS & NOTÍCIAS | Edição do dia 19/11/2021 - Matéria atualizada em 18/11/2021 às 22h43

O governo de Alagoas passou novo vexame na área de saúde, ao ser reconhecido em estudo realizado pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) como o segundo pior estado, entre os 27 da Federação, no enfrentamento da pandemia.

A decepção é visível porque o Estado sempre tem se vangloriado de estar muito à frente de outros, principalmente na região Nordeste, o que não corresponde com a verdade. Alagoas só ficou à frente mesmo do Amapá e, em algumas avaliações, chegou a obter nota zero.

Na avaliação do Instituto, Alagoas passou longe de ser um estado que criou reais e efetivas condições para o combate da pandemia da Covid-19. Criou um comitê no dia 5 de fevereiro do ano, cujo resultado foi considerado como pífio.


REAÇÃO DE JHC

O prefeito JHC denunciou ontem, nas redes sociais, que “está faltando água pra população e sobrando incompetência do governo de Alagoas”. Disse, também, que criaram o problema ao entregar o saneamento pra BRK sem pensar na qualidade do serviço. É muito descaso. Mas a prefeitura não vai ficar parada assistindo. Vamos agir, disparou o prefeito.


SOCORRO

Para amenizar o sofrimento das famílias mais pobres, o prefeito JHC vai disponibilizar carros-pipa em diversos bairros da capital e ainda deve acionar o Procon para multar a BRK Ambiental.


TIRANDO O CORPO

A alta da gasolina não para de crescer em Alagoas e, surpreendentemente, o governo do Estado se esquiva de admitir que um dos fatores que mais contribuem para os preços dispararem é a cruel do ICMS nas bombas.


SUBINDO

No Estado, o produto já chega perto dos R$ 7 o litro e não se vislumbra, pelo menos a curto prazo, uma redução no preço do combustível. Conforme as estatísticas dos órgãos oficiais, Alagoas tem a 19ª gasolina mais cara do Brasil e a tendência, mantida a alíquota do ICMS, é subir ainda mais


FURTO DE ENERGIA

A Equatorial Alagoas, que descobriu um bruto sistema de desvio de energia em uma fazenda em Paripueira, vai aumentar a fiscalização em outras regiões do Estado. Quem for flagrado furtando energia pode ser punido criminalmente e sofrer pesadas multas. Segundo a empresa, a irregularidade no desvio de energia flagrada por técnicos da empresa e com acompanhamento da polícia daria para abastecer pelo menos 240 residências por mês.


É HOJE

Os mais de 15 mil advogados alagoanos irão escolher, hoje, em eleições que começam às 8h e terminam às 17h, na sede da entidade em Jacarecica, o próximo presidente da OAB seccional de Alagoas. Na disputa, Ednaldo Maiorano e Vagner Paes.


GESTORES

A Associação dos Municípios Alagoanos (AMA) em parceria com o Tribunal de Contas do Estado, promove, na segunda-feira (22), a partir das 8h30, no auditório do TCE, o encontro entre os gestores. Na ação, serão apresentados cases de sucesso de projetos para o desenvolvimento municipal. O evento tem como objetivo auxiliar no desempenho das funções relacionadas ao planejamento dos municípios em diversas áreas, especialmente nas questões tributária e urbanística, além do processo decisório para a resolução das necessidades das cidades.


MORTES

Estudo divulgado ontem pelo IBGE mostra que passou de 1,5 milhão o número de registros de óbitos feitos no País ao longo do ano - maior contingente de mortes da história recente do Brasil.


» O viaduto do Jacintinho é interditado parcialmente a partir desta quinta-feira (18), entre às 20h e 6h, por cerca de 15 dias para execução de um projeto urbanístico da Sedet .

» O local foi contemplado com pintura muralista, um tipo de movimento artístico que ficou conhecido pelo seu poder de engajamento social.

» As secretarias municipais e estaduais de Saúde registraram, em 24 horas, 12.301 casos de covid-19 e 293 mortes resultantes de complicações associadas à doença. Os dados estão na atualização diária do Ministério da Saúde, divulgada ontem.

» Até o início da noite de hoje, o MS marcava a aplicação de 297,9 milhões de doses de vacina no Brasil.

Mais matérias
desta edição