app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 0
Fatos & Notícias

Confira os destaques da política alagoana #FN12012022

.

Por FATOS & NOTÍCIAS | Edição do dia 12/01/2022 - Matéria atualizada em 11/01/2022 às 22h38

Pode não ter sido ilegal, mas o “pacotão” de benefícios para os vereadores ao apagar das luzes de 2021 ainda repercute negativamente nas redes sociais além de causar revoltas pelo excesso de gastos durante uma pandemia que ainda não acabou.

Por isso mesmo a Mesa da Câmara vai ter que explicar na Justiça o porquê da aprovação do aumento da verba indenizatória, instituição do 13º salário, reajuste do duodécimo que passou de R$ 72 milhões para R$ 84 milhões e ainda a criação de 25 cargos para a Mesa Diretora distribuir com os vereadores.

Mesmo que já esteja em pleno vigor a resolução aprovada na Câmara, a Justiça pode, a qualquer momento, suspender a eficácia da medida até quando for julgado o mérito da questão.


REVOLTA

Indignados, alguns advogados questionaram o “pacotão” da Câmara e esperam que a Justiça decida pela suspensão dos atos, considerados lesivos aos cofres públicos e onde todos os municípios passam por dificuldades.


FALTA DE INTERESSE

Obra denominada antes de Marco Referencial a ser erguida no antigo Clube Alagoinhas e agora já como outro nome e novo projeto parece não sair do lugar, embora prometida para o final do ano passado pelo secretário de Infraestrutura do Estado, Maurício Quintella. Como o governo não tem cumprido a maioria das suas promessas, Maceió fica sem um símbolo importante para o turismo alagoano.


VEXAME

O atraso nas obras do Marco Referencial, além de ter sido proposital, já que veio de administração anterior, é mais um vexame para o estado de Alagoas, que parece querer medir forças com a prefeitura de Maceió, que vem fazendo o seu dever de casa.


FIASCO

O secretário Maurício Quintella, em vertiginoso declínio político, deu outra fora no final de semana quando criticou a criação de uma cadeira gigante na Praia de Pajuçara pela prefeitura de Maceió. Em uma enquete para deputado estadual, Quintella até ontem perdia feio para a cadeira ao obter 22% contra 78% do símbolo que está fazendo sucesso entre maceioenses e turistas.


EXPECTATIVA

Até o final da semana o governo do Estado deve analisar como anda a situação da duplicação dos casos de Covid e gripe para adotar medidas preventivas. O setor de serviços torce para que um novo decreto não complique mais a situação dos empresários que recomeçavam a administrar os prejuízos causados pela pandemia.


IPTU

A partir do dia 20 de janeiro, as guias de pagamento do Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU) de 2022 já estarão disponíveis para emissão. Os contribuintes podem pagar o imposto à vista, via cota única, com descontos de 15% e 10% ou de forma parcelada, em até dez vezes.

IPTU 2 A Prefeitura de Maceió informou que os boletos são emitidos eletronicamente no site de serviços da Semec, com a data de vencimento e o abatimento desejado. Para quem deseja garantir os 15% de desconto, basta escolher a guia com a data de vencimento para 31 de março. Já para os 10%, é preciso escolher a guia com prazo final para 29 de abril. O IPTU também pode ser pago de forma parcelada, sem descontos, com o vencimento da primeira parcela para o dia 31 de março


ERRAMOS

Por um erro de digitação, na edição da Gazeta Digital de ontem, o nome da empresa aérea Latam saiu escrito de forma incorreta (Latan) na chamada de capa. Pedidas desculpas aos leitores pelo equívoco.


» O atendimento presencial na Fundação Municipal de Ação Cultural (FMAC) será suspenso entre os dias 11 e 17 de janeiro. A FMAC informou que a paralisação acontece porque alguns servidores estão com suspeita de síndromes gripais.

» Com a suspensão, o atendimento aos usuários será feito de forma virtual, mediante agendamento através do e-mail protocolofmac@gmail.com ou pelo telefone (82)98882-8200 (Whatsapp).

» O promotor Wesley Fernandes Oliveira, da 2ª Promotoria de Justiça de Penedo, recomendou ao presidente da Câmara de Vereadores do município, a extinção de cargos comissionados correspondentes ao número que excede o quantitativo de cargos efetivos.

Mais matérias
desta edição