app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5715
Fatos & Notícias

Confira os destaques da política alagoana #FN29102022

.

Por FATOS & NOTÍCIAS | Edição do dia 29/10/2022 - Matéria atualizada em 29/10/2022 às 04h00

Dois milhões e trezentos mil alagoanos terão a responsabilidade, neste domingo, de escolher o futuro governador de Alagoas e o presidente da República, que administrarão o Estado e o País pelos próximos quatro anos. Ir às urnas, independentemente da opção de cada eleitor, é um dever cívico, de respeito à democracia e de esperança para todos os brasileiros.

Neste momento de disputa intensa e animosidade entre os candidatos, observadas ao longo da campanha, se recomenda nessa reta final que todos, independentemente da escolha do candidato, bom senso, tranquilidade e que a paz prevaleça na esperança de um futuro melhor


NO CONTROLE

Mesmo que o momento político exija preocupação entre os mais radicais, seja de direita, seja de esquerda, as autoridades estão prontas para intervir em caso de necessidade, muito embora se recomende bom senso e de respeito aos adversários.


PRONTIDÃO

O Tribunal Regional Eleitoral, que realizou um trabalho de prevenção e de controle nos 102 municípios alagoanos, espera que a paz se repita nesta reta final e que os alagoanos, principalmente aqueles que se abstiveram no primeiro turno, vão às urnas para fortificar cada vez mais o processo democrático.


POR ALAGOAS

Depois de denúncias, agressões verbais e disputa intensa no Guia Eleitoral e também nos bastidores, chegou a hora, a partir dessa segunda-feira, dos palanques serem desarmados e que os eleitos esqueçam o embate e trabalhem por todos os alagoanos.


REGRAS DA ELEIÇÃO

Durante a votação deste domingo será permitido ao eleitor ir às urnas vestido com a camisa do seu candidato, boné, botons e materiais afins. Não é permitido, entretanto, entrar com aparelho celular na cabina de votação, nem tampouco fazer aglomerações próximo às seções eleitorais.


CONFRONTO

O último debate realizado na quinta-feira pela TV Gazeta entre os candidatos Paulo Dantas e Rodrigo Cunha que disputam o governo de Alagoas, não foi o suficiente para que o eleitorado escolhesse em quem votar nesse domingo, embora Dantas se sobressaísse garantindo conquistas na área social e novos programas sociais.


AGRESSÕES

Mesmo com o mediador do debate alertando Paulo Dantas e Rodrigo Cunha que se abstivessem em agressões mútuas, o debate enveredou por questões pessoais, deixando de lado propostas sobre educação, saúde, Fecoep e segurança pública.


AMPLIADA

Antes quatro, agora são 27 municípios que receberão as forças federais, de acordo com a decisão do presidente do Tributnal Superior Eleitoral (TSE), ministro Alexandre de Moraes, muito embora o Tribunal Regional Eleitoral de Alagoas acredite que, a exemplo do primeiro turno, as eleições ocorrerão normalmente em todo o Estado.


DISTRIBUIÇÃO

O Tribunal Eleitoral já enviou para os 102 municípios mais de 8 mil urnas e acredita que pequenos incidentes que ocorreram no primeiro turno não vão acontecer nas eleições deste domingo


ALERTA

Muito embora a compra de votos é recorrente no estado nas eleições proporcionais, os setores de inteligência estão em alerta para que não ocorram fatos novos, apurando denúncias que chegam diariamente ao Tribunal Regional Eleitoral.


» Cerca de 2 milhões e 300 mil alagoanos estão aptos para irem às urnas neste domingo eleger o novo governador.

» A abstenção considerada muito alta no primeiro turno pode se repetir e o eleitor ainda não conseguiu entender por que o candidato Rodrigo Cunha não se decidiu por uma candidatura presidencial.

» Como eleitor só vai votar em dois candidatos, para o governo do Estado e para a presidência da República, a apuração dos votos deve estar concluída até às 21 horas.

» Com duas horas de apuração, o alagoano já deve saber quem tem mais possibilidade de ser eleito governador de Alagoas e qual o candidato a presidente com maior desempenho no segundo turno.

Mais matérias
desta edição