app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5749
Fatos & Notícias

Confira os destaques da política alagoana #FN23092023

.

Por FATOS & NOTÍCIAS | Edição do dia 23/09/2023 - Matéria atualizada em 23/09/2023 às 04h00

Os rumores nos bastidores políticos de Brasília dão conta de que o Presidente da Câmara dos Deputados, deputado federal Arthur Lira, e o ministro dos Transportes, Renan Filho, têm projetos similares para 2026, ou seja, tentarão emplacar uma candidatura a vice-presidente dentro das alianças que começam a ser feitas.

Ao se garantir esse projeto, mais uma vez o estado de Alagoas será o protagonista de uma disputa regional, onde Lira e Calheiros novamente promovem mais um embate na arena política com vista ao poder na capital federal.

As duas maiores correntes trabalham politicamente com visão de futuro, e a liderança em Alagoas faz parte do jogo. Com armas distintas, Lira e Calheiros continuarão no debate no Estado, assunto que não deve ter a participação do presidente Lula, que espera não desagradar a nenhuma das partes.


APRESSANDO

O Presidente da Câmara dos Deputados sabe que não é uma tarefa fácil conseguir apoios para uma nova investida em 2026, mas entende que tem poder suficiente para projetar sua caminhada política. A família Calheiros, por conseguinte, tem dois personagens no Senado e uma arma poderosa que se traduz em bilhões de reais, no caso os fartos recursos do Ministério dos Transportes para desequilibrar o jogo.


GARANTIA

Quando admite disputar a eleição para prefeito de Maceió pelo PSD, certamente o secretário de Infraestrutura do governo, Rui Palmeira, tem a simpatia de grupos ligados ao governo. Para consolidar sua pretensão, Palmeira teria que convencer o MDB, PT e PDT de Lessa para caminhar numa ampla aliança para fazer frente a JHC.


OUTRA DISPUTA

Além de outras disputas que por certo virão daqui pra frente, novamente, nas eleições municipais do próximo ano Arhur Lira e a família Calheiros estarão em campos diferentes, tentando fortalecer seus redutos eleitorais.


EM DISPUTA

Muito embora o senador Renan tenha ultimamente andado com certa frequência em Arapiraca, de onde já foi aliado muito próximo do prefeito Luciano Barbosa, o deputado Arthur Lira não deixa por menos. Recentemente conseguiu recursos para Arapiraca e não abrirá mão de sua fatia política no município.


DISPUTA NOS MUNICÍPIOS

Em que pese o MDB ter um número muito maior de prefeitos, o Progressista e outras siglas miram um desempenho eleitoral nos principais colégios eleitorais do Estado, a exemplo de Maceió, Arapiraca, Rio Largo e São Miguel dos Campos. Quem tiver melhor desempenho nas eleições de 2024 naturalmente visualiza um desempenho maior em 2026.


RECADO

Como agora faz parte da base aliada do governo, o presidente da Câmara dos Deputados criticou no início da semana algumas “ações açodadas” da Polícia Federal, num claro recado ao Planalto, ao considerar que não é assim que a banda toca.


LÁ E CÁ

O Progressista aprovou regras inegociáveis para que sejam cumpridas como “Agenda Central” do partido, mas, do outro lado, participa da base do governo. O presidente Ciro Nogueira, porém, já anuncia que o PP terá candidatura à presidência em 2026, mas pode fazer composições mais amplas, menos com o PT.


NO FORNO

Foi aprovado no meio da semana pela Comissão de Esporte um projeto de lei do senador Veneziano Vital do Rêgo, do MDB da Paraíba, que permite deduzir do no Imposto de Renda despesas com academias, centros de saúde física e outros estabelecimentos especializados.


» A matança de moradores de ruas em Maceió tem preocupado a segurança pública, a Igreja Católica e a classe política.

» O governo do Estado acelera nas políticas públicas, mas, em contrapartida, o governo Dantas mandou dar um freio em gastos considerados desnecessários.

» Entre os itens observados estão a redução da concessão de passagens e diárias para os servidores, ou seja, permitido apenas o estritamente necessário.

» O MDB passa por um processo de preocupação dos seus dirigentes com a bancada na Câmara de Vereadores. Uma parte apoia a direção do partido e a outra acompanha o prefeito JHC.

Mais matérias
desta edição