app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5655
Fatos & Notícias

Confira os destaques da política alagoana #FN30122023

.

Por FATOS & NOTÍCIAS | Edição do dia 30/12/2023 - Matéria atualizada em 30/12/2023 às 04h00

A possibilidade de a Braskem explorar o sal-gema na região Norte do Estado, conforme estudos aprofundados pela empresa, tem encontrado forte reação da população e de prefeitos de municípios que fazem parte da grande Maceió. Como as autoridades estão apreensivas com os últimos acontecimentos, em que minas provocaram rachaduras em milhares de imóveis e o afundamento do solo na região do Pinheiro e outros quatro bairros, a migração da empresa para o norte é questão de muita discussão e de impasses para a realização das operações.

ESCLARECENDO

Talvez, acreditam os setores políticos, com a CPI da Braskem pontos ainda obscuros serão esclarecidos para evitar que novas tragédias aconteçam em outras regiões. De agora em diante, creem especialistas na área, todo cuidado é pouco.

FISCALIZAÇÃO

O que não foi feito há décadas e, se ocorreu, foi de forma muito precária, as autorizações para operações, qualquer que seja o porte, serão minuciosamente analisadas por técnicos das áreas federal, estadual e municipal e, principalmente, da Agência Nacional de Mineração e da Defesa Civil.

O RISCO EXISTE

Mesmo que a Braskem adote providências para evitar novos vexames e riscos à população, é melhor, conforme diz o velho ditado, prevenir do que remediar.

CONTINUANDO

Com a movimentação intensa das festas de final de ano, pouca gente tem falado sobre a tragédia da Braskem, mas que a região onde ocorreu o desmoronamento da mina 18 continua cedendo, isso ninguém tem dúvidas.

REPASSE

O ministro Luís Roberto Barroso, do Supremo Tribunal Federa,l determinou que o governo de Alagoas repasse imediatamente R$ 703 milhões a 13 municípios da região metropolitana. A verba é parte dos recursos sobre a privatização da Casal. Orepasse terá que ser feito ainda este ano.

ORÇAMENTO

A Câmara Municipal de Maceió aprovou, na noite dessa sexta-feira (29), em duas sessões extraordinárias, a Lei Orçamentária Anual 2024. O texto recebeu 340 emendas parlamentares que foram analisadas em reunião conjunta das Comissões de Orçamento e de Constituição e Justiça, com base no valor de R$ 5 bilhões. O relatório final foi aprovado sem ressalvas por unanimidade de votos.

INSUFICIENTE

Mesmo melhorando a bancada na Câmara de Maceió, a oposição dá mostras de que será insuficiente a insurreição contra o prefeito JHC, que detém a maioria folgada na Casa de Mário Guimarães.


» Ainda não se sabe quais os destinos que tomarão os vereadores Galba Netto, Olívia Tenório e Chico Filho, que decidiram apoiar o prefeito JHC.

» O presidente do diretório municipal, deputado federal Rafael Brito, estabeleceu prazos para que eles deixassem o partido, mas, até agora, nada.

» Um Feliz Ano Novo com saúde, paz e prosperidade, é o que deseja Fatos&Notícias a todos os seus leitores. E que 2024 seja melhor do que 2023.

Mais matérias
desta edição