app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 0
Fatos & Notícias

Confira os destaques da política alagoana #FN30032024

.

Por FATOS & NOTÍCIAS | Edição do dia 30/03/2024 - Matéria atualizada em 30/03/2024 às 04h00

Mesmo que somente batam o martelo nas convenções partidárias entre os meses de julho e agosto, os partidos avançam em composições e quase sempre um nome surpreende migrando para outro partido, como foi o caso da ex-prefeita do Pilar Fátima Resende, que se filiou ao MDB.

Por enquanto, apenas uma outra surpresa, mas as chapas proporcionais estão em ritmo de definição, embora existam algumas contrariedades para que candidatos não prejudiquem outros dentro dos partidos nas eleições de outubro. Até lá, porém, muita água ainda vai correr por baixo da ponte.

PREOCUPAÇÃO

Os bastidores do MDB indicam que o partido vai jogar todas as suas forças para tentar eleger o deputado federal Rafael Brito prefeito de Maceió. Paralelamente, anda preocupado com a votação do ex-vereador e deputado Lobão, que tem muita influência no eleitorado da periferia da cidade.

SOLUÇÃO

Como ainda não foi batido o martelo, a oposição trabalha com várias variantes para acomodar a chapa do MDB. Uma delas seria indicar um nome do PT para vice de Rafael Brito e apostar que ele teria uma grande votação, mesmo que não chegasse a incomodar o prefeito JHC.

REAÇÃO

Se depender do pré-candidato do PT, Ricardo Barbosa, o partido não vai compor com o MDB, instalando-se, a princípio, um impasse entre as duas agremiações. Para resolver o problema, só depois de muita conversa e renúncias de ambas as partes.

BOATOS

As lideranças do Partido dos Trabalhadores atribuem essa confusão a boatos que circularam na internet, mas, de concreto, absolutamente nada, a não ser que haja uma composição em nível nacional, o que não é difícil, como aconteceu com a vereadora Teca Nelma.

O CALO

A escolha do vice-prefeito tem tirado o sono tanto da situação como da oposição, que preferem deixar o assunto mais pra frente. O vice seria, de ambos os lados, o fator de equilíbrio entre os partidos coligados.

AFUNILANDO

No início da semana, o assunto voltou à tona nas rodas políticas e os partidos devem decidir quem vai compor com a cabeça de chapa para fortalecer ainda mais a disputa proporcional na capital.

DISPUTA

Quem fará mais vereadores se tornou uma disputa à parte entre MDB e partidos coligados e o Partido Progressista, União Brasil e o PL de JHC. Pelo andar da carruagem, a possibilidade de eleger uma forte bancada vai para o lado do prefeito de Maceió.

DESTINO FINAL

A vereadora Olívia Tenório ainda não decidiu para onde vai, mas seu destino parece ser mesmo o Partido Progressista, do deputado Arthur Lira. O certo mesmo é que não ficará de jeito nenhum no MDB, já que existe uma forte aliança com o prefeito JHC. Quem também deve abandonar as bases da oposição e marchar com o candidato JHC é o deputado Francisco Tenório, pai de Olívia.

Mais matérias
desta edição