app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5751
Fatos & Notícias

Confira os destaques da política alagoana #FN28062024

.

Por FATOS & NOTÍCIAS | Edição do dia 28/06/2024 - Matéria atualizada em 28/06/2024 às 04h00

A Prefeitura de Maceió recebeu com alívio a decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) de manter o acordo feito no ano passado, no valor total de R$ 1,7 bilhão, com a Braskem. No despacho, a ministra Carmem Lúcia negou provimento ao recurso do Estado e o processo segue até o julgamento do mérito.

O acordo, que se mantém inalterado, foi para compensar os estragos causados pela exploração de sal gema em Maceió, onde pelo menos 200 mil pessoas foram prejudicadas. Para o governo de Alagoas, segundo noticiou o site Metrópoles, a mineradora está tirando vantagem financeira do acordo e alguns trechos do documento precisariam ser suprimidos.

Perspectiva

Trabalhando incessantemente para fazer seu sucessor na Câmara no início do próximo ano, Arthur Lira arregimenta forças com outros partidos da aliança com o PP para continuar em alta em 2026 e reforçar sua candidatura ao Senado.

Área de risco

Um projeto que deve ser enviado ao Congresso Nacional sobre reajuste na previdência dos militares tem tirado sono do governo, que deve ter como primeiro adversário o próprio presidente Lula. Esse pacote de gastos, que se revela a maior preocupação do governo neste momento, pode criar uma indisposição com as Forças Armadas.

Avaliação

Como a matéria está sendo estudada pelo Ministério do Planejamento e será enviada à Controladoria-Geral da União, o plano de aposentadoria dos militares deve atender dois requisitos de acordo com informações do site Metrópoles: avaliar se os recursos estão sendo utilizados de maneira eficiente e econômica e uma análise profunda sobre o impacto fiscal das despesas com a previdência dos militares no orçamento federal.

Vai longe

Muito embora alguns supostos integrantes de uma organização criminosa tenham conseguido alguns benefícios, como relaxamento de prisões preventivas, a polícia continua fechando o cerco para indiciá-los no volumoso inquérito do “Jogo do Tigrinho”, que tem trazido sérios prejuízos à população.

Novas prisões

A polícia mantém com reservas algumas diligências, mas não descarta novas prisões nos próximos dias, dando sequência às investigações que proíbem o jogo de azar bastante divulgado nas redes sociais por influenciadores.

Ramificações

Já no âmbito de rombo nos cofres públicos, a polícia também continua investigando se outros elementos estão participando do desvio no erário por uma mesma família, incluindo um agente da Polícia Civil e dois sargentos da Polícia Militar, além de outros parentes. O desvio de recursos pode chegar a mais de R$ 10 milhões, em atuação criminosa que teria começado no ano de 2014.

Ampliando

A polícia tem jogado pesado contra o crime organizado e ultimamente tem desbaratado quadrilhas que se aproveitam de certas facilidades para a aplicação de golpes. O tráfico de drogas é um dos crimes que estão sendo mais combatidos, com o esfacelamento das organizações criminosas.

Mais matérias
desta edição