app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5751
Fatos & Notícias

Confira os destaques da política alagoana #FN29062024

.

Por FATOS & NOTÍCIAS | Edição do dia 29/06/2024 - Matéria atualizada em 29/06/2024 às 04h00

A pré-campanha para a Prefeitura de Maceió anda a pleno vapor e o governo do Estado, aos poucos, vai apertando o cerco para ampliar as alianças em torno do candidato do MDB, deputado federal Rafael Brito. Do PT ao PSB, a oposição tenta de todas as formas mudar o atual panorama político, tendo como maior impasse o PT, que não abre mão da candidatura de Ricardo Barbosa.

Como não existem muitas opções, a não ser esvaziar os partidos que insistem em candidatura própria, o governo tenta - é bom dizer que às claras-, fazer com que o PT abandone a ideia de ter candidatura própria e, para isso, tenta esvaziar o apoio de outros partidos à sigla petista.

JOGANDO DURO

Para que os objetivos sejam alcançados e Rafael Brito possa ter um leque de partidos ao seu lado – o que lhe proporcionaria generosos espaços no Guia Eleitoral -, o governo vem trabalhando nos bastidores de todas as formas. Sem esse apoio, a caminhada de Brito rumo à prefeitura torna-se tortuosa, bastante complicada.

SEM RUPTURA

Mesmo que a indicação do candidato a vice pelo Partido Progressista não seja viabilizada, aliados do deputado Arthur Lira acreditam que não haverá ruptura nas suas relações políticas, tudo em nome de projetos mais ousados para 2026. Quem irá ganhar ou perder, só o tempo dirá.

COZINHANDO

Mesmo que a mídia nacional vez por outra noticie que Rodrigo Cunha será o vice de JHC – mesmo contra a vontade do deputado Arthur Lira -, o assunto vai continuar cozinhando até o momento oportuno. Mesmo assim, a expectativa permanece com outros candidatos correndo por fora, a exemplo de Jó Pereira e Luiz Romero Farias.

ATÉ QUANDO?

Alguns partidos aliados do MDB, como a federação partidária que reúne PCdoB, PV e PT, estão entre a cruz e a espada. Até 20 de julho, quando o PT estima fazer sua Convenção Partidária, muita água vai correr por “baixo da ponte”. O PV, por exemplo, dirigido pelo deputado Sílvio Camelo, quer resolver logo a parada, embora a pressão do MDB seja grande. Aliado do Palácio República dos Palmares, Camelo vai exercer seu jogo de cintura para não levar prejuízo na empreitada.

INSTABILIDADE

O clima não anda bom entre os deputados Paulão e Ronaldo Medeiros. Os termômetros indicam que essa disputa interna de poder, que já chegou ao conhecimento público, ainda vai durar bastante. Tanto Paulão como Medeiros têm replicado declarações pelas redes sociais.

PANOS QUENTES

Para aliados dos dois políticos, uma discussão que está se perpetuando só faz desgastar a imagem do partido, que tem compromissos com Ricardo Babosa como candidato a prefeito e o próprio Paulão, como ele mesmo já admitiu, disposto a disputar o Senado em 2026.

PONTO FINAL

As regras do jogo do PT parecem já estar definidas para as próximas eleições. Ricardo Barbosa é candidato mesmo e as forças políticas que lhe dão sustentação não abrem um milímetro sobre sua presença na corrida à prefeitura.

Mais matérias
desta edição