app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5751
Fatos & Notícias

Confira os destaques da política alagoana #FN06072024

.

Por FATOS & NOTÍCIAS | Edição do dia 06/07/2024 - Matéria atualizada em 06/07/2024 às 04h00

Mais uma pesquisa de opinião registrada no Tribunal Regional Eleitoral pelo Instituto Paraná Pesquisa, em Maceió, mostra um dado que estremece as bases da situação e oposição, quando chega à conclusão, no momento, de que pelo menos 60% dos eleitores ainda estão indecisos sobre em quem votar para prefeito da capital.

Com um número tão elevado, é notório saber que tudo ainda pode acontecer no decorrer da campanha política que se avizinha, muito embora a tendência inicialmente é de que JHC está bem mais avaliado do que os nomes que foram inseridos na pesquisa.

EMPOLGAÇÃO

Com essa indecisão, todo os pré-candidatos estão no páreo e certamente eles aproveitarão o resultado das pesquisas para planejar suas ações nos diversos bairros da capital, que já começam receber os postulantes à prefeitura – alguns poucos, é claro – e as dezenas de candidatos à Câmara.

PREVENINDO

Como o quadro é de instabilidade e agora é que a campanha está se iniciando, os candidatos brigam para ampliar as alianças políticas e robustecer o tempo que será destinado na TV e emissoras de rádio aos seus candidatos. Ou seja, há ainda muita estrada para caminhar.

DE FORA

Como alguns personagens citados na última pesquisa não serão mesmo candidatos às eleições majoritárias – como Alfredo Gaspar, Davi Davino e Rui Palmeira -, a disputa girará em torno do próprio JHC, Rafael Brito, Ricardo Barbosa e Lobão, que tem uma boa penetração na periferia de Maceió.

SEM SUBESTIMAR

Como em política tudo pode acontecer e as pesquisas refletem apenas o momento, a campanha deve mostrar, aos poucos, quem é quem na corrida para a prefeitura de Maceió, com ligeira vantagem do prefeito JHC.

INCERTEZA 1

Durante a semana, a notícia de que o senador Rodrigo Cunha ainda não estaria 100% decidido a assumir a candidatura de vice do prefeito JHC, fez nascer a esperança dos outros pré-candidatos que estão na lista de espera. A cada dia aparece uma história diferente.

INCERTEZA 2

O que estaria dificultando a decisão de Rodrigo Cunha seria a necessidade de abrir mão de mais de dois anos de mandado, podendo ainda tentar a reeleição, mesmo enfrentando Renan Calheiros e Arthur Lira nas urnas. Essa conversa de que Cunha assumiria o mandato de prefeito de Maceió em caso de vitória de JHC e que este sairia candidato ao governo do Estado não passa simplesmente de especulações.

NO ESCURO

Entre a possibilidade de assumir a prefeitura de Maceió e de fato continuar como senador, há uma distância muito grande. Aliás, tudo ficaria na base dos “compromissos”, e muitos não estariam sendo cumpridos.

VELHO MÉTODO

Enquanto os candidatos se articulam para viabilizar alternativas não ortodoxas na campanha eleitoral – como os tradicionais cadastros eleitorais-, o TRE/AL, por sua vez, monta estratégias para evitar que a compra de votos corra solta na capital e no interior, principalmente nas periferias.

Mais matérias
desta edição