app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 0
Integração

Confira os destaques do interior alagoano #I25032020

.

Por MOZART LUNA | Edição do dia 25/03/2020 - Matéria atualizada em 24/03/2020 às 22h16

R$ 16 BILHÕES PARA PREFEITURAS

Os prefeitos deverão ficar mais tranquilos, já que vão receber muitos recursos do governo federal. Desta vez, a União anunciou a liberação de R$ 16 bilhões às prefeituras, a título de compensação financeira para deter possíveis quedas dos valores repassados através do Fundo de Participação dos Municípios (FPM). Os municípios vão receber também R$ 2 bilhões para ações sociais e ainda terão suspensas os débitos com a União. Vale lembrar que os repasses e recursos constitucionais continuam a serem depositados nas contas das prefeituras normalmente, sendo, portanto, todo esse dinheiro extra para ações de combate a pandemia. Segundo os economistas, os municípios terão recursos de sobra para realizar ações de atendimento às pessoas que porventura sejam contaminados pelo coronavírus e ações preventivas. Para os observadores, os prefeitos que conseguirem conter a contaminação em seus municípios vão “lucrar”, já que o dinheiro vai sobrar. Os municípios estão isentos também de pagar dívidas com a União, como já citamos. Dentro dessa expetativa, o gestor que trabalhar bem no combate à pandemia vai sair da batalha com saldo positivo de caixa.


R$ 85 BILHÕES

O valor total do pacote de auxílio aos estados e municípios soma R$ 85,8 bilhões. Entre as medidas está a recomposição dos Fundos de Participação (FPM e FPE), uma das 17 reivindicações da entidade municipalista, apresentadas em 18 de março.


MEDIDAS

Transferência para a saúde: R$ 8 bilhões em quatro meses; recomposição FPE e FPM: previsão de R$ 16 bilhões; orçamento assistência social: R$ 2 bilhões; suspensão das dívidas dos estados com a União: R$ 12,6 bilhões; renegociação com bancos relacionada a dívidas de estados e municípios no valor de R$ 9,6 bilhões; operações com facilitação de créditos: R$ 40 bilhões.


ARAPIRACA/MINERADORA 1

Os operários que trabalham na obra da Mineradora Vale Verde pediram, nos veículos de comunicação, providências com relação aos cuidados com eles, diante da possibilidade de contaminação do coronavírus, já que quatro colaboradores de uma empresa contratada apresentaram sintomas como dor na garganta, tosse seca e febre.


ARAPIRACA/MINERADORA 2

Os trabalhadores informaram também que o refeitório estava lotado no almoço na segunda-feira, o que causou grande preocupação. Outro fato é o transporte coletivo que o leva os trabalhadores até o canteiro de obras da mineradora. A preocupação se dá principalmente porque muitos funcionários são oriundos de Minas Gerais, estado onde é grande o número de casos de coronavírus.


PROVIDÊNCIAS

O superintendente da Mineradora Vale Verde, Tony Lima, disse que providências estão sendo tomadas e uma delas é com relação ao transporte que está sendo realizado em duas vezes e que a ocupação nos veículos é de 50%. “Não estamos minimizando o problema, porque sabemos da gravidade da situação”, disse o superintendente.


SUSPEITOS

Com relação aos quatro operários que apresentaram sintomas, eles foram encaminhados à Casa Maternal Frei Damião, em Craíbas, e lá foram atendidos e encaminhados para ficar em quarentena em casa, assim como todos da empresa que trabalham foram dispensados do trabalho.


FRIGOVALE/MAU CHEIRO

Os moradores do conjunto residencial Brisa do Lago denunciaram mais uma vez o frigorífico FrigoVale por ser responsável pelo odor forte que torna a vida deles um verdadeiro inferno, com o mau cheiro que exala do empreendimento. O problema é antigo, mas se agrava com as pessoas mantidas em quarenta em casa.


FRIGOVALE/VEREADORES

Os moradores do Brisa disseram que já apelaram para todas autoridades do município, principalmente os vereadores que se dizem “representantes do povo”. Os moradores sofrem com o mau cheio da FrigoVale há mais de três anos, sem uma solução. Uma ação tramita há um ano no Ministério Público.


PORTO CALVO

O prefeito do Porto Calvo, David Pedrosa, anunciou, que o município adquiriu material de higienização e equipamento para os servidores de saúde que estão atuando no combate a pandemia do coronavírus.

Mais matérias
desta edição