app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 0
Integração

Confira os destaques do interior alagoano #I30062021

.

Por MOZART LUNA | Edição do dia 30/06/2021 - Matéria atualizada em 30/06/2021 às 04h00

FPM com mais um recorde

Mais uma vez os recursos do Fundo de Participação dos Municípios (FPM), depositados nas contas das prefeituras, apresentam um aumento de R$ 63,3%, fechando junho com R$ 10,2 bilhões. Esse é o último repasse do mês e representa em torno de 30% do valor total. Ano passado, na mesma época, os gestores locais receberam R$ 6,2 bilhões. Ainda corrigindo o valor pela inflação do período, o crescimento fica em 51,86%. De janeiro até agora, os municípios receberam R$ 66,4 bilhões; em 2020, R$ 55 bilhões foram destinados aos cofres municipais. Os recursos do FPM continuam batendo recorde atrás do outro e, mesmo assim, alguns poucos prefeitos continuam “chorando” alegando que estão sem recursos e pedem mais dinheiro para satisfazer a ânsia de mais recursos, que muitas vezes estão sendo mal utilizados. Contudo, a maioria dos gestores, responsáveis, competentes e que sabem aplicar bem o dinheiro público, reconhece que nunca se viu tanta ajuda financeira do governo federal. O último repasse de junho do FPM foi de R$ 2.793.819.663,58, e o dinheiro entra nas contas das prefeituras nesta quarta-feira, 30. Comparando os seis primeiros meses deste ano com o ano passado, o Fundo apresenta crescimento de 30,92%.


Arrecadação tributária

Com a inflação do período, esse aumento fica em torno de 24%. Segundo explicações dos economistas da CNM, o bom desempenho do FPM no primeiro semestre “se dá pelo fato de o resultado, no ano passado, ter sido muito ruim, tanto que foi necessário trabalho árduo do movimento municipalista para garantir a recomposição do FPM nos meses de queda”, lembra a entidade.


Auxílio financeiro

A CNM esclarece ainda, por meio do levantamento decendial, que os valores comparam apenas os decêndios. Vale informar ainda que ano passado houve um Apoio Financeiro – liberado pela 14.041/2020 – com o objetivo de mitigar as dificuldades financeiras dos municípios decorrentes do estado de calamidade pública, em razão da pandemia da Covid-19. Esse montante não faz parte das análises.


Auxílio financeiro 2

O auxílio financeiro liberado em junho foi de R$ 1.666.133.735,80, valor da redução do mês em relação a 2019. O que significa mais dinheiro nas contas das prefeituras, que, segundo os observadores políticos, estão com dinheiro sobrando nas contas, e muitos prefeitos estão buscando ajuda para elaborar projeto para usar todo esse volume de recursos.


FPM EXTRA

Vale lembrar que, no dia 8 de julho, está previsto o depósito de mais um FPM EXTRA no valor de R$ 4, 9 bilhões, que deve ser destinado ao pagamento de 50% do 13º salário dos servidores públicos municipais. Esses recursos não incidem no percentual do duodécimo da Câmara de Vereadores nem também da Saúde ou Educação. “E lucro líquido”, como dizem os economistas.


13º Salários

Com o dinheiro que está sobrando nas prefeituras, isso em torno de 30,2%, mais 1% do FPM EXTRA que será depositado no dia 8 julho, todos os prefeitos já podem pagar pelo menos 50% do décimo terceiro salário de todos os servidores municipais, sejam contratados, comissionados e efetivo. Só não paga se não quiser.


Renuncia ao cargo

O prefeito que estiver reclamando que falta dinheiro deveria renunciar ao cargo e passar ao seu vice-prefeito, segundo um ex-prefeito veterano que já exerceu o cargo oito vezes. Segundo esse ex-prefeito, que não quer se identificar, nunca se viu tanto dinheiro chegar aos cofres das prefeituras. “Este seria um momento de todos realizarem muito pelo povo de seus municípios”, enfatizou ele.


Delmiro

Ocorreu, na última segunda-feira (28), Audiência Pública que discutiu a instalação do Aterro Sanitário em Delmiro Gouveia. Além de garantir a correta destinação dos resíduos sólidos, trazer economia para os gastos da gestão municipal, o Aterro Sanitário também proporcionará cerca de 100 empregos diretos e indiretos. O Aterro Sanitário cumpre todas as normas legais e ambientais e, ainda este ano, estará em funcionamento.


Delmiro/Leite

Produtores de leite dos povoados Volta, Lagoinha, Salgado, Caraíbas do Lino, Areia Vermelha e Pedrão participaram do curso de beneficiamento para a produção de derivados do leite. Foram repassadas as técnicas de produção de queijo de coalho tradicional, coalho condimentado, tipo Minas Frescal, ricota, muçarela, requeijão cremoso, iogurte, achocolatado e doce de leite cremoso.

Mais matérias
desta edição