app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5655
Integração

Confira os destaques do interior alagoano #I09112023

.

Por MOZART LUNA | Edição do dia 09/11/2023 - Matéria atualizada em 09/11/2023 às 04h00

Seminário Turismo e Negócios

Com o objetivo de discutir e promover as boas práticas de governança junto aos Municípios turísticos brasileiros, a Confederação Nacional de Municípios (CNM) promoverá, entre os dias 29 de novembro e 1º de dezembro deste ano, na Cidade de Formiga (MG), a quarta edição do Seminário Nacional de Governança para o Turismo e Feira de Negócios Turísticos - Destinos do Brasil. Além do caráter orientativo, técnico e institucional, o evento será uma oportunidade para as lideranças municipais discutirem, trocarem experiências e conhecerem as alternativas e desafios para captação de investimentos, promoção e comercialização de destinos turísticos, em especial com o objetivo de estruturar a governança dos destinos turísticos para retomada segura do turismo. Nesse seminário, que tem caráter nacional, serão abordados os eixos temáticos: Governança e sustentabilidade, inovação e investimentos. Paralelamente ao Seminário, outra grande oportunidade para os gestores será a Feira de Negócios Turísticos - Destinos do Brasil - Edição Formiga. Dos municípios filiados à CNM, 90% são municípios participantes do Mapa do Turismo Brasileiro. A força dessa representação é o grande diferencial que pretende, com a realização do evento, dar a oportunidade aos municípios, além de participar de Seminário Técnico, do espaço da Feira e divulgar seus roteiros e circuitos turísticos. O evento conta com a Organização das Cidades Brasileiras Patrimônio Mundial (OCBPM) e a Associação dos Municípios do Lago de Furnas (ALAGO) na organização e o apoio institucional da Associação Mineira de Municípios (AMM) e Prefeitura de Formiga, além do patrocínio do Sebrae Nacional. Fonte: CNM


Maragogi/crime ambiental grave

Esta semana, um dos destinos turísticos brasileiros foi vítima de um crime ambiental terrível que mereceu ser punido com a prisão dos responsáveis. Trata-se do vazamento de uma descarga de esgoto in natura na praia de Maragogi, segundo polo de turismo de Alagoas e o destino turístico mais vendido da maior operadora da América Latina a CVC. A multa de R$ 500 é pouco, se for realmente pagar.


Maragogi/Praia imprópria

A descarga de esgoto jogada na praia urbana de Maragogi, segundo os ambientalistas, causou danos como a contaminação da faixa de areia e a água. Sedimentos estão presentes no local e se espalham com a ação das mares, tornando praias, assim, com a água do mar imprópria para o banho.


Maragogi/Verde Ambiental

A responsável pelo crime ambiental, segundo o secretário municipal de Meio Ambiente e vice-prefeito de Maragogi, Gabriel Vasconcelos, é a empresa Verde Ambiental, que coleciona um rosário de denúncias de má gestão do sistema de abastecimento de água e tratamento de esgoto em todos os municípios onde atua. A revolta popular contra esta empresa é praticamente unanimidade.


Porto de Pedras/ “Verde ferrugem”

Em Porto de Pedras, onde a empresa Verde Ambiental também é responsável pelo abastecimento de água e tratamento do esgoto, a população já denunciou por diversas vezes, através de vídeos nas redes sociais, a péssima qualidade da água vendida à população. Fato que levou ao povo batizar a empresa como “Verde Ferrugem”. O pior é que, mesmo o fato sendo público e notório, nenhum procedimento jurídico foi aberto para apurar os fatos.


Vereadores/prefeitos em silêncio

O pior é ver que os gestores municipais e vereadores se calam na defesa do interesse da coletividade. Um silêncio que dá a entender que concordam com os abusos e crimes praticados contra o povo, que se vê sem amparo a não ser da imprensa séria e livre. Os empresários de turismo são os que estão se organizando para mover ação na Justiça contra a Verde Alagoas, ou “Verde Ferrugem”, como já foi batizada.


Rota de Milagres

Os empresários da Rota de Milagres estão revoltados com a forma e os valores das contas de água cobradas pela empresa Verde Alagoas. Segundo a Associação Milagrense de Turismo Sustentável (Amitus), a empresa está cobrando taxa mínima de consumo por apartamento dos estabelecimentos de hospedagem, além de outra conta para o empreendimento, fato que será questionado em uma ação judicial.


Pão de Açúcar/repúdio

O prefeito de Pão de Açúcar, Jorge Dantas, é o único gestor com coragem que se manifestou em defesa de seu povo, emitindo uma Nota de Oficial denunciando o descaso da concessionária Águas do Sertão, que deixou a população sem água, tendo a prefeitura que assumir o abastecimento com carros-pipas por vários dias. A empresa Águas do Sertão é outra concessionária que coleciona denúncias no Procon e no Ministério Público pelo péssimo serviço prestado ao povo.

Mais matérias
desta edição