app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5710
Internacional

Mundo

ENCHENTES MATAM 26 NA FRANÇA Nimes - O primeiro-ministro francês, Jean-Pierre Raffarin, visitou, ontem, a região atingida pelas enchentes no sul do país, onde confirmou a morte de 26 pessoas. As chuvas torrenciais que caíram na noite de segunda-feira tro

Por | Edição do dia 11/09/2002 - Matéria atualizada em 11/09/2002 às 00h00

ENCHENTES MATAM 26 NA FRANÇA Nimes - O primeiro-ministro francês, Jean-Pierre Raffarin, visitou, ontem, a região atingida pelas enchentes no sul do país, onde confirmou a morte de 26 pessoas. As chuvas torrenciais que caíram na noite de segunda-feira trouxeram ventos fortes e causaram mais prejuízos. Ontem, o nível da água abaixou, mas o número de mortos continua aumentando à medida que as pessoas que estavam desaparecidas foram encontradas mortas por afogamento. Doze ainda estão desaparecidas. Raffarin sobrevoou de helicóptero a cidade de Sommieres, a oeste de Nimes. Vários municípios ao redor ficaram inacessíveis depois que as enchentes encobriram as estradas. MILOSEVIC Haia - Depois de 95 dias de julgamento e do depoimento de mais de 124 testemunhas, os  promotores responsáveis por  acusar o ex-presidente iugoslavo Slobodan Milosevic concluíram, ontem, a primeira fase do  maior julgamento por crimes de guerra na Europa desde a Segunda Guerra Mundial. O ex-líder iugoslavo, que se defendia, sem a ajuda de advogados, das acusações de ter ordenado operações de limpeza étnica nos Bálcãs nos anos 90, parecia tranqüilo enquanto se preparava para interrogar a última testemunha a ser ouvida nessa parte do julgamento. APELO DE ARAFAT Ramallah - O presidente da Autoridade Nacional Palestina  (ANP), Iasser Arafat, pediu, ontem, ao presidente dos Estados Unidos, George W. Bush, que  ajude o povo palestino a obter sua independência e a viver em paz. Em uma entrevista coletiva concedida em seu quartel-general de Ramallah, Arafat condenou mais uma vez “os graves atentados terroristas cometidos em Nova York e Washington há exatamente um ano” e reafirmou que os palestinos estão dispostos a participar da luta contra o terrorismo sob as ordens das Nações Unidas. SUÍÇA TORNA-SE O 190º MEMBRO DA ONU Nova York - A Suíça fez história, ontem, ao se tornar o 190º país das Nações Unidas, com a promessa de manter sua neutralidade e a defesa dos direitos humanos. A aprovação oficial da adesão suíça aconteceu na tarde de ontem, na abertura da 57ª sessão da Assembléia Geral, que reúne todos os países da ONU. A organização pretende admitir o Timor Leste como o 191º país no final do mês. O presidente suíço, Karspar Villiger, e o secretário-geral da organização, Kofi Annan, participaram de uma cerimônia de hasteamento da bandeira suíça – um quadrado vermelho com uma cruz branca – na sede da ONU, em Nova York.

Mais matérias
desta edição