app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5716
Internacional

EUA atacam centro de defesa no sul de Bagd�

Washington e Bagdá – Caças norte-americanos e britânicos patrulhando a zona de exclusão aérea no sul do Iraque atacaram um centro de defesa aérea do Exército iraquiano ao sudeste de Bagdá ontem, disse o Exército dos Estados Unidos. O ataque aconteceu às 1

Por | Edição do dia 04/10/2002 - Matéria atualizada em 04/10/2002 às 00h00

Washington e Bagdá – Caças norte-americanos e britânicos patrulhando a zona de exclusão aérea no sul do Iraque atacaram um centro de defesa aérea do Exército iraquiano ao sudeste de Bagdá ontem, disse o Exército dos Estados Unidos. O ataque aconteceu às 12h30 (5h30 de Brasília) contra um centro de operações de defesa aérea perto de Tallil, cerca de 260 quilômetros a sudeste de Bagdá, revelou num comunicado o Comando Central dos EUA em Tampa, Flórida. O comando disse que o ataque foi uma resposta a tentativas de derrubar caças com mísseis e artilharia antiaérea. O porta-voz do Pentágono declarou que o alvo era um centro de comunicações militares para vigilância por radar e abrigava mísseis antiaéreos na zona de exclusão aérea no sul do país. A freqüência de ataques aéreos contra o Iraque tem oscilado na última década, desde a Guerra do Golfo (1991), mas eles aumentaram drasticamente nos últimos meses com a crescente especulação de uma invasão dos EUA ao Iraque para derrubar o presidente Saddam Hussein -acusado por Washington de de-senvolver armas de destruição em massa. Civis mortos Um porta-voz militar iraquiano informou em Bagdá que cinco civis morreram no ataque. “Os aviões atacaram nossos civis e instalações de serviço na cidade de Nassiriya, deixando cinco mortos e 11 feridos”, ressaltou o porta-voz, por meio de um comunicado transmitido pela Agência de Notícias Iraquiana (INA). O Comando Central norte-americano em Tampa, na Flórida, disse que os aviões que patrulhavam uma zona de exclusão aérea no sul do Iraque atacaram um centro de defesa militar no sudeste de Bagdá e acrescentou que os aviões estavam respondendo a mísseis e artilharia antiaérea lançados contra eles. Os aviões também lançaram folhetos na área, salientou o Pentágono. A mensagem trazida nos folhetos dizia: “Nenhum ataque ou rastreamento contra esses aviões será tolerado. Você poderá ser o próximo”.

Mais matérias
desta edição