app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5712
Internacional

Preso suspeito de ser franco-atirador

Um homem foi preso ontem depois de ter atirado contra uma mulher que dirigia em uma estrada de Maryland, subúrbio de Washington (EUA). De acordo com a polícia, ainda não é possível saber se trata-se do franco-atirador que pode ter matado sete pessoas nos

Por | Edição do dia 11/10/2002 - Matéria atualizada em 11/10/2002 às 00h00

Um homem foi preso ontem depois de ter atirado contra uma mulher que dirigia em uma estrada de Maryland, subúrbio de Washington (EUA). De acordo com a polícia, ainda não é possível saber se trata-se do franco-atirador que pode ter matado sete pessoas nos arredores de Washington. A mulher, que dirigia na estrada I-270, telefonou para a polícia ainda na estrada para denunciar que um homem em uma picape azul tinha atirado contra ela. O motorista preso foi descrito como um homem branco com cerca de 20 anos. “Não sabemos se é o nosso atirador suspeito”, disse o policial de Montgomery County Derek Baliles. De acordo com a polícia, a mulher que denunciou o motorista não foi ferida. O suspeito está detido, e o carro dele vai passar por uma perícia assim que a polícia obtiver autorização da Justiça. Autoridades dos EUA estão investigando uma carta de tarô encontrada na cena do último ataque do franco-atirador que há uma semana assusta a região de Washington. A carta, em que está escrita a mensagem “Caro policial: Eu sou Deus”, pode conter provas sobre a pessoa que matou seis pessoas e feriu outras duas nos últimos seis dias. Ainda não está claro se a figura - que representa a morte - está realmente relacionada aos crimes, mas as autoridades já investigam outras provas encontradas após o ataque de segunda-feira na escola Tasker, em Bowie, onde um menino de 13 anos ficou ferido.

Mais matérias
desta edição