app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5710
Internacional

Tremor no sul da It�lia deixa 16 mortos e mais de 40 feridos

Giuliano di Puglia – Pelo menos 16 pessoas morreram ontem (seis crianças e três adultos) durante um violento terremoto que, entre outros estragos, causou a queda do teto de uma escola do povoado de San Giuliano di Puglia, no sul da Itália, segundo inf

Por | Edição do dia 01/11/2002 - Matéria atualizada em 01/11/2002 às 00h00

Giuliano di Puglia – Pelo menos 16 pessoas morreram ontem (seis crianças e três adultos) durante um violento terremoto que, entre outros estragos, causou a queda do teto de uma escola do povoado de San Giuliano di Puglia, no sul da Itália, segundo informações do jornal italiano “Corriere de la Sera”. Inicialmente cerca de 50 crianças, de três a seis anos, ficaram presas sob os escombros, disseram bombeiros de Campobasso, capital da região de Molise, afetada por um tremor de 5,4 graus na escala Richter. Aproximadamente 20 crianças já foram resgatadas com vida. Desse total, oito estão em estado crítico, segundo os bombeiros. Cerca de 40 pessoas, entre elas oito crianças, foram hospitalizadas em Larino, cidade situada no leste da Itália também atingida pelo tremor de terra ocorrido pela manhã, Vincenzi D’Angelo, diretor sanitário do hospital de Larino. “São mais de 40 feridos, entre eles sete ou oito crianças que sofreram, essencialmente, feridas leves e algumas fraturas. Apenas quatro ou cinco casos são mais sérios, entre eles, pessoas que sofreram traumatismos cranianos”, declarou. De acordo com o vice-presidente da região, Aldo Patricello, que está coordenando os trabalhos de resgate, foram enviadas equipes com 50 cachorros especializados em resgate de vítimas. Tremores No total seis tremores de várias magnitudes foram registrados no sul da Itália desde as 7h32 (horário de Brasília), quando foi sentido o primeiro sismo de 5,4 graus na escala Richter. O epicentro do primeiro tremor foi perto de Campobasso, 226 quilômetros ao sudeste de Roma, na região de Molise. A prefeitura da capital regional anunciou que prédios antigos caíram no centro histórico de Campobasso e em outras cinco localidades próximas.

Mais matérias
desta edição