app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5750
Internacional

Israel mata dirigente do Jihad isl�mico

O Exército israelense mato, nesse sábado, um dirigente do grupo terrorista palestino Jihad Islâmico na cidade de Jenin, no norte da Cisjordânia, agravando as perspectivas de uma nova onda de violência em dois anos de revolta palestina. A morte do militant

Por | Edição do dia 10/11/2002 - Matéria atualizada em 10/11/2002 às 00h00

O Exército israelense mato, nesse sábado, um dirigente do grupo terrorista palestino Jihad Islâmico na cidade de Jenin, no norte da Cisjordânia, agravando as perspectivas de uma nova onda de violência em dois anos de revolta palestina. A morte do militante pode comprometer a visita de um enviado dos Estados Unidos à região nesta semana em uma missão para tentar refrear a violência ante um possível ataque militar ao Iraque. Iyad Sawalha, 32, foi morto depois de soldados deterem, na sexta-feira, sua mãe e sua irmã para serem interrogadas pelos serviços secretos israelenses. Sawalha foi localizado de manhã pelas tropas israelenses, que ocupam Jenin há duas semanas, em um aposento construído atrás de uma parede da cozinha numa casa próxima à parte antiga da cidade. Segundo fontes israelenses, a mulher de Sawalha se entregou aos soldados israelenses, mas o dirigente do Jihad Islâmico teria resistido e começado a disparar e a atirar granadas. Sawalha morreu no enfrentamento, que demorou cerca de uma hora, e três soldados israelenses ficaram levemente feridos, de acordo com as fontes.

Mais matérias
desta edição