app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5750
Internacional

Bagd� promete revelar lista de armas � ONU

Bagdá – Autoridades iraquianas prometeram ontem apresentar um relatório completo de todos os programas de armas de destruição em massa do país até 8 de dezembro e dar acesso irrestrito a inspetores de armas a todos os locais que eles desejarem, conforme d

Por | Edição do dia 20/11/2002 - Matéria atualizada em 20/11/2002 às 00h00

Bagdá – Autoridades iraquianas prometeram ontem apresentar um relatório completo de todos os programas de armas de destruição em massa do país até 8 de dezembro e dar acesso irrestrito a inspetores de armas a todos os locais que eles desejarem, conforme determina uma resolução da ONU aprovada recentemente. “Eles estão trabalhando nessa declaração e irão apresentá-la até 8 de dezembro”, disse o diretor da AIEA (Agência Internacional de Energia Atômica), o egípcio Mohamed el Baradei. De acordo com a resolução 1441 do Conselho de Segurança da ONU, aprovada no último dia 8, o Iraque deve submeter até 8 de dezembro uma lista de todos os programas de armas químicas, biológicas e nucleares do país, além dos de mísseis de longo alcance. El Baradei, Hans Blix, o chefe dos inspetores da ONU, e 30 técnicos da ONU chegaram segunda-feira a Bagdá para preparar a volta dos inspetores de armas. Os inspetores da ONU deixaram o Iraque em 1998, após Bagdá acusá-los de serem “espiões”. Blix e Baradei tiveram ontem um segundo dia de reuniões com autoridades iraquianas, encontrando-se em Bagdá com o ministro das Relações Exteriores do Iraque, Naji Sabri, e o assessor do ditador Saddam Hussein Amir al Saadi. Questionado se o Iraque apresentaria uma declaração até 8 de dezembro, Saadi disse: “Em 30 dias (a partir da aprovação da resolução), conforme diz a resolução, um relatório do Iraque será submetido sobre todos os programas nucleares, químicos e biológicos e de mísseis”. Na carta de aceitação da resolução entregue na semana passada, o Iraque negou ter programas de armas de destruição em massa. Após a reunião de ontem, Blix afirmou que a previsão era a de que as inspeções começassem “em cerca de uma semana”.

Mais matérias
desta edição