app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 0
Internacional

Mundo

EUA ANUNCIAM AJUDA À COLÔMBIA Bogotá – O secretário de Estado norte-americano, Colin Powell, afirmou, ontem, em visita a Bogotá, que os Estados Unidos vão liberar pelo menos US$ 573 milhões (cerca de R$ 2,13 bilhões) para ajudar a Colômbia no combate ao

Por | Edição do dia 05/12/2002 - Matéria atualizada em 05/12/2002 às 00h00

EUA ANUNCIAM AJUDA À COLÔMBIA Bogotá – O secretário de Estado norte-americano, Colin Powell, afirmou, ontem, em visita a Bogotá, que os Estados Unidos vão liberar pelo menos US$ 573 milhões (cerca de R$ 2,13 bilhões) para ajudar a Colômbia no combate ao tráfico de drogas,  além de retomar o programa de intervenção aérea. “A ajuda para  o ano que vem é de US$ 573 milhões. Quando eu voltar aos Estados Unidos, vou pedir ao Congresso que apóie todos os programas desenvolvidos na Colômbia”, declarou Powell após se encontrar com o presidente colombiano, Álvaro Uribe. BANCO DE TECIDOS Viena – A agência nuclear da ONU fez um apelo, ontem, pelo  uso mais amplo da radiação na  esterilização de tecidos humanos para enxertos, a fim de aumentar os suprimentos globais para emergências causadas por grandes desastres e ataques como o de 11 de setembro de 2001. Com o objetivo de ajudar na construção de bancos de tecidos, a Agência de Energia Atômica Internacional da ONU (IAEA) está organizando uma conferência sobre bancos de tecidos para o próximo ano. CONCORDE Nova York – Um jato supersônico Concorde da companhia  aérea British Airways perdeu  parte do leme durante um vôo  entre Londres e Nova York, na  quarta-feira passada, informou,  ontem, a companhia aérea britânica. Nenhum dos 96 passageiros  e nove tripulantes ficou ferido no incidente, afirmou Jo Devereux, porta-voz da British Airways. Os pilotos sentiram uma vibração contínua quando o avião iniciava sua aproximação até o Aeroporto Internacional JFK, em Nova York, segundo a porta-voz. INGLATERRA FECHA EMBAIXADA NO QUÊNIA Nairóbi – A embaixada britânica em Nairóbi (capital do Quênia) decidiu fechar suas portas até nova ordem – a princípio até o início da tarde de hoje – depois de receber uma ameaça, informou, ontem, o porta-voz da embaixada, Mark Norton. Na última quinta-feira, um duplo atentado antiisraelense deixou 16 mortos, entre eles três suicidas, perto de Mombaça, sul do Quênia, que foi colônia britânica.

Mais matérias
desta edição