app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 0
Internacional

Confrontos entre etnias matam 31 em Kosovo

Os confrontos entre etnias albanesa e sérvia em Kosovo (Sérvia e Montenegro) já deixaram 31 mortos, e “são todos civis”, informou ontem Izabella Karlovicz, porta-voz da ONU (Organização das Nações Unidas). Um balanço anterior da ONU afirmava que 21 pessoa

Por | Edição do dia 19/03/2004 - Matéria atualizada em 19/03/2004 às 00h00

Os confrontos entre etnias albanesa e sérvia em Kosovo (Sérvia e Montenegro) já deixaram 31 mortos, e “são todos civis”, informou ontem Izabella Karlovicz, porta-voz da ONU (Organização das Nações Unidas). Um balanço anterior da ONU afirmava que 21 pessoas tinham morrido. Karlovicz não informou quantos mortos são sérvios e quantos são albaneses. Depois dos confrontos, que feriram centenas de pessoas, a Otan (Organização do Tratado do Atlântico Norte) decidiu reforçar a presença de seus homens na região. De acordo com um porta-voz da Otan em Bruxelas (Bélgica), os soldados que estavam na Bósnia foram mobilizados para ajudar as tropas de paz em Kosovo. O porta-voz acrescentou que uma companhia de cerca de 150 soldados americanos já partiu para a região e outros dois batalhões estão de prontidão. Ontem, uma igreja ortodoxa foi incendiada em Obilic, próximo a Pristina (capital de Kosovo). Vingança Os distúrbios, iniciados com a morte por afogamento de duas crianças albanesas que fugiam da perseguição de um grupo de sérvios, na terça-feira, continuam assustando a região. Os sérvios estavam se vingando de um ataque a tiros que feriu um adolescente em um vilarejo próximo. Estes confrontos demonstram a falência da ONU e da Otan em controlar as etnias depois da sangrenta Guerra de Kosovo, em 1999. A onda de violência que atinge a região preocupa a comunidade internacional, que teme que conflitos sérios possam ocorrer novamente nos Bálcãs.

Mais matérias
desta edição