app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5752
Internacional

Explos�o em pr�dio volta a causar p�nico nas ruas de Nova Iorque

Nova Iorque – A explosão de ontem em uma escola técnica de Nova Iorque deixou cinqüenta feridos, três deles em estado grave. As informações são da versão on-line da rede CNN. As ruas que circundam o prédio, localizado  na 19a rua com a Sexta Avenida, fora

Por | Edição do dia 26/04/2002 - Matéria atualizada em 26/04/2002 às 00h00

Nova Iorque – A explosão de ontem em uma escola técnica de Nova Iorque deixou cinqüenta feridos, três deles em estado grave. As informações são da versão on-line da rede CNN. As ruas que circundam o prédio, localizado  na 19a rua com a Sexta Avenida, foram interditadas ao trânsito. “Foi um trágico acidente”, descreveu o prefeito Michael Bloomberg logo que chegou ao local da explosão, que atingiu e destruiu parcialmente um complexo de prédios localizados no bairro de Chelsea, em Manhattan. A explosão – cuja causa ainda não foi esclarecida – danificou prédios e levou pânico outra vez à traumatizada cidade, sete meses depois dos atentados contra o World Trade Center. A polícia, o Corpo de Bombeiros e o FBI (polícia federal americana) se apressaram em descartar a hipótese de um atentado terrorista, mas as imagens de fumaça, feridos e escombros de prédios pelo chão voltaram a castigar os nervos dos novaiorquinos. “Estamos todos bem. Escutamos a explosão e também pudemos senti-la. Foi muito poderosa. Foi também uma comoção, porque perguntávamos o que estava acontecendo”, disse Tara Knabenshue, recepcionista da escola de artes Three of Us Studios, que fica perto do local atingido. “Todos olharam automaticamente para o Empire State Building, achando que outro ataque terrível poderia estar acontecendo”, lembrou ela. Cerca de cem bombeiros correram para o local da explosão, que ocorreu entre a Rua 19 e a Sexta Avenida. Pessoas feridas – a maioria com cortes e queimaduras – eram atendidas nas ruas do bairro de Chelsea. De acordo com o chefe do Corpo de Bombeiros, dez pessoas ficaram gravemente feridas e seis delas corriam risco de vida. A maior parte dos feridos estava sendo tratada no hospital Saint Vincent. A explosão ocorreu por volta das 11h30 (horário local) em um complexo de prédios que abriga a Escola Técnica Apex, escritórios e apartamentos residenciais. As explicações sobre a causa do acidente eram confusas. O chefe do Corpo de Bombeiros disse à rede de TV CNN que a explosão envolvia ‘substâncias químicas voláteis usadas por uma das companhias’ localizadas no complexo de prédios, mas não deu detalhes sobre a natureza da explosão. Pena de morte Em Genebra, a Comissão de Direitos Humanos da ONU aprovou ontem documento que pede a abolição da pena de morte em todo o planeta. Pelo sexto ano consecutivo, o órgão propôs uma moratória das execuções, com vistas a sua extinção. A resolução foi apresentada pela União Européia e contou com votos de 25 países ocidentais. Outros 20 votaram contra, entre eles Japão, Argélia, China, Nigéria, Paquistão e Arábia Saudita. Os Estados Unidos, excluídos da comissão no ano passado, têm apenas status de observador, mas sequer enviaram delegado para acompanhar a votação. O texto pede especificamente que sejam poupados menores de 18 anos e doentes mentais.

Mais matérias
desta edição