app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5735
Internacional

Confrontos racistas continuam em tr�s cidades australianas

| Folhapress Com agências internacionais A Austrália viveu o terceiro dia dos confrontos racistas entre jovens brancos e de aparência árabe que irromperam no último fim de semana, em Sydney, e atingiram ontem outras duas cidades. Os confrontos, porém,

Por | Edição do dia 14/12/2005 - Matéria atualizada em 14/12/2005 às 00h00

| Folhapress Com agências internacionais A Austrália viveu o terceiro dia dos confrontos racistas entre jovens brancos e de aparência árabe que irromperam no último fim de semana, em Sydney, e atingiram ontem outras duas cidades. Os confrontos, porém, tiveram menor intensidade do que nos últimos dias, quando dezenas de carros foram destruídos, mais de 30 pessoas ficaram feridas e ao menos 11 foram presas. Em Sydney, o governo local deu novos poderes à polícia para controlar os distúrbios, como o de proibir o consumo de bebidas alcoólica em áreas de turbulência. Ontem, mais de 450 policiais, quatro vezes o número normal, patrulharam as ruas da cidade. Amanhã, o Legislativo votará um pacote de medidas que inclui o bloqueio do acesso aos subúrbios e o aumento das penas de prisão para os envolvidos em tumultos - de cinco para 15 anos. Em Perth, uma família de origem árabe foi atacada por um grupo de 11 homens brancos e agredida verbalmente com xingamentos racistas, segundo a rádio Australian Broadcasting. Em Adelaide, um motorista de táxi libanês foi agredido a socos por um passageiro. Para as autoridades, os dois casos estão relacionados aos distúrbios em Sydney. Os incidentes começaram no domingo, quando cerca de 5.000 banhistas cercaram um grupo de jovens de aparência árabe numa praia perto de Sydney e tentaram agredi-los. A origem dos confrontos foi a agressão sofrida por dois salva-vidas por homens descritos como sendo de origem libanesa.

Mais matérias
desta edição