app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5730
Internacional

Pol�cia da Venezuela confirma sete mortos em inc�ndio

| Folha Online Com agências internacionais O diretor nacional de Proteção Civil da Venezuela, coronel Antonio Rivero, afirmou ontem que a explosão seguida de incêndio em um depósito de armas e fogos de artifício ocorrida anteontem causou a morte de set

Por | Edição do dia 28/12/2005 - Matéria atualizada em 28/12/2005 às 00h00

| Folha Online Com agências internacionais O diretor nacional de Proteção Civil da Venezuela, coronel Antonio Rivero, afirmou ontem que a explosão seguida de incêndio em um depósito de armas e fogos de artifício ocorrida anteontem causou a morte de sete pessoas e deixou cinco feridos. As informações são do canal de TV privado Globovisión. Anteriormente, Laura Gil, chefe da Corporação Venezuelana de Guayana, havia confirmado 20 mortos e 20 feridos. O explosão, de causa ainda desconhecida, ocorreu em San Félix, Ciudad Guayana, a 500km de Caracas (capital da Venezuela), na segunda. As primeiras informações diziam que uma fagulha em uma caixa de fogos teria provocado o incêndio, que consumiu totalmente a loja e se expandiu para comércios vizinhos. Gil disse também que na manhã de ontem ainda era possível ouvir algumas explosões esporádicas, o que atrasou o início dos trabalhos de retirada dos escombros em busca de mais vítimas. Informações davam conta que bombeiros tiveram de usar coletes antibalas para se aproximar da região do acidente. Segundo a polícia, a grande quantidade de materiais explosivos e pólvora intensificou a gravidade da situação, que deixou um prejuízo de cerca de US$ 325,5 mil. Colômbia Pelo menos 24 militares colombianos morreram nas últimas horas em combates com um grupo da organização guerrilheira Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc) no sul do país, informaram ontem fontes militares. Os confrontos foram registrados no município de Vista Hermosa, no departamento de Meta, na antiga zona desmilitarizada onde foram feitas negociações de paz com as Farc durante o mandato do presidente Andrés Pastrana (1998-2002), hoje embaixador nos EUA. Segundo o Exército, as Farc fizeram uma emboscada contra um grupo da Brigada Móvel 12 em uma estrada, próxima de um local conhecido como Playa Rica. Os mortos faziam parte de uma unidade que trabalhavam contra a plantação de coca.

Mais matérias
desta edição