app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5730
Internacional

Hamas sofre press�o do quarteto

| Folha Online Com agências internacionais O movimento islâmico extremista Hamas deve rechaçar a violência e reconhecer o Estado de Israel para liderar o novo governo palestino, defendeu ontem o quarteto (Estados Unidos, União Européia, Nações Unidas e

Por | Edição do dia 31/01/2006 - Matéria atualizada em 31/01/2006 às 00h00

| Folha Online Com agências internacionais O movimento islâmico extremista Hamas deve rechaçar a violência e reconhecer o Estado de Israel para liderar o novo governo palestino, defendeu ontem o quarteto (Estados Unidos, União Européia, Nações Unidas e Rússia) em um comunicado conjunto. “Todos os membros do futuro governo palestino devem estar comprometidos com a não-violência, com o reconhecimento de Israel e com o respeito aos acordos e obrigações anteriores, incluindo o Mapa do Caminho [plano de paz internacional patrocinado pelo quarteto]”, informou o comunicado. O documento foi lido pelo secretário-geral da Organização das Nações Unidas (ONU), Kofi Annan, após a reunião, em Londres, que analisou a situação no Oriente Médio após a vitória do Hamas nas eleições parlamentares palestinas da última quarta-feira (25). Na manhã de ontem, o premier interino de Israel, Ehud Olmert, anunciou o congelamento dos fundos que deve à Autoridade Nacional Palestina (ANP), alegando temer que o dinheiro chegue às mãos de terroristas. “Isto deve ficar muito claro: não vamos transferir fundos que possam financiar atentados terroristas contra nossos civis”, afirmou Olmert. O premier interino israelense se referia a uma verba de US$ 35 milhões que deveria ser transferida para a ANP amanhã. Eleições O Hamas venceu, por maioria absoluta, as eleições legislativas palestinas de 25 de janeiro. Os fundos correspondem, basicamente, ao produto do imposto, ao valor agregado e às taxas cobradas dos produtos importados dos territórios palestinos e que transitam por Israel. Pouco depois do anúncio de Israel, um dos líderes do Hamas fez um apelo à comunidade internacional para que não suspenda a ajuda financeira enviada à ANP. “Nós pedimos que vocês transfiram a ajuda ao tesouro palestino”, afirmou Ismail Haniyeh, líder do Hamas em Gaza, durante coletiva de imprensa. “Nós garantimos que todos os fundos serão revertidos para salários, infra-estrutura e para a vida cotidiana”, declarou Ismail Haniyeh em referência aos temores internacionais de que a ajuda seja utilizada para atos de violência.

Mais matérias
desta edição